rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, setembro 02, 2008

A síndroma dos capões! Ao ataque no PSD!

Há galos que se sentem «capados» ao ver uma mulher em lugar de destaque. Esta inveja tem nome: «síndrome dos capões!»
A síndrome dos capões ataca forte. Dizia há dias um psicanalista conhecido que um certo marialvismo canastrão degenerou em síndrome dos capões lá nas hostes do PSD. Uma galinha no poleiro, a mandar em galos é algo de aberrante para a sua mentalidade machista e retrógrada. É um tique bem português. Ver uma mulher a mandar é um insulto para eles. Não têm mentalidade adulta, não têm um resquício de civilidade nem de galanteria. É o machismo pacóvio a vir ao de cima. Mulher é para a cozinha e para a cama, nunca para governar.
Com a engª Pintassilgo aconteceu algo de similar. O marialvismo lusitano a carpir as suas mágoas. A competência não tem sexo! Se ela tivesse o rosto da Soraia Chaves era vê-los todos derretidos, todos mesuras, a arrastar a asa. Assim, resta-lhes a maledicência, o ataque soez, a calúnia torpe... são tão baixos, mas julgam-se gigantes na petulância, no desaforo, na indignidade.
Quem quiser ser imparcial tem que dar a voz a todos os habitantes deste galinheiro nacional. Há galos que se sentem «capados» pela galinha-mestra. E fartam-se de atroar os ares com os seus lamentos. Ouçam este galináceo tão petulante e de uma angustiante bipolaridade...Mete dó!
Vai caír no precipício
A caravana laranja
A líder é um estropício
Derrotá-la vai ser canja.



Depois lá surgirei eu
Como eterno «Salvador»
Eu não sou um camafeu
Sou Ferrari sedutor.



Na alma tenho sorrisos
Promessas de sol pra todos
Os outros, serão granizos
Eu... sol permanente a rodos.



Na alma tenho euforia
Também «amanhãs que cantam»...
Galo com tanta magia...
Que as galinhas se espantam!...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home