rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, maio 06, 2016

JOAO SALGUEIRO: O MURRO NA MESA!

http://www.sabado.pt/ultima_hora/detalhe/joao_salgueiro_a_antena_1_governo_devia_ter_rompido_negociacoes_sobre_o_banif.html
Mais informações »

quarta-feira, maio 04, 2016

SER MENTIROSO VALE A PENA!, diz um presidente de câmara!

http://www.noticiasaominuto.com/politica/61480/na-pol%C3%ADtica-vale-a-pena-ser-mentiroso


Ele diz que vale a pena e lá saberá porquê. Num país onde a impunidade é moeda corrente, este autarca diz que mentir é o que está a dar. E dá vitórias eleitorais!

Conheço outro que prometeu duas vezes uma piscina, bem sabendo que nunca a iria fazer,  mas teve a desfaçatez de acrescentar na segunda promessa: «podem chamar-me mentiroso, se não fizer a piscina!»

É preciso ter lata!
E não fez. Usou a mentira para engodo eleitoral, continuando numa mentira sistemática, compulsiva, ao ponto de alguém, num assomo de coragem e de lucidez, ter dito em tribunal que se poderia estar na presença de um mitómano!!!

 Contudo,  eles são mitómanos mas compensa sê-lo,  pois o povo, cego e  abúlico ainda não penalizou esta falta de honradez esta falta de carácter! Honrar a palavra dada parece ser cada vez mais uma coisa rara, uma excentricidade!Políticos sem honra, sem carácter, sem ética,  parece que são os mais vitoriosos! Fazem o mal e a caramunha numa vitimização constante, acusando os outros  da falta de carácter típico deles! Honrar o compromisso eleitoral é cada vez mais raro e as pessoas, de memória curta, não penalizam os aldrabões...
As pessoas crédulas e ingénuas acreditam nas suas manhas, nas suas  falsas promessas,, nas suas mentiras sistemáticas e nunca desconfiam deles.

Que credibilidade merecem estes "pulhas" que ainda têm a bravata de se afirmarem mentirosos na praça pública?!

Nota: vale a pena revisitar o brilhante poeta e escritor Guerra Junqueiro! Fazem falta escritores como ele! só vemos lambebotismos e "avençados" à procura de um prémio ou de uma sinecura!

 http://www.citador.pt/textos/um-povo-resignado-e-dois-partidos-sem-ideias-abilio-de-guerra-junqueirohttp://www.citador.pt/textos/um-povo-resignado-e-dois-partidos-sem-ideias-abilio-de-guerra-junqueiro

sexta-feira, abril 29, 2016

A SÍNDROME DA APARÊNCIA, nova doença... ou velho pecado?

Meu caro Papa Francisco:

Sei bem que tendes uma missão desmistificadora e/ou regeneradora  importante e dentro dessa faceta é de realçar a reciclagem do pecado. Sabias que na origem do pecado pode estar uma doença?
Ficai a saber que em Portugal uma doença grave ataca quase toda a gente, é uma pandemia e pode gerar delinquência, corrupção, criminalidade.
Já há muitos anos que o escritor Oliveira Martins a definiu magistralmente. É a  síndrome da aparência. enfim, olhai para este texto:

«O que tornava da Índia rico passeava na Rua Nova num estado oriental. Precediam-no dois lacaios, seguidos por um terceiro com o chapéu de plumas e fivelas de brilhantes, um quarto com o capote e, em roda da mula, preciosa de jaezes e luzidia, um quinto segurava a rédea um sexto ia ao estribo, amparando o sapato de seda, um sétimo levava a escova para afastar as moscas e varrer o pó, um oitavo a toalha de linho para limpar o suor à besta, à porta da igreja, enquanto o amo ouvia a missa. Eram ao todo oito escravos pretos, vestidos de fardas de cores, agaloadas de ouro e prata.»

Isto passou-se há meio milénio, mas a matriz ostentatória continua a exibir-se entre nós. E, pior do que isso tudo, há quem pratique crimes graves para chegar a este patamar!

Enfim, a doença é a causa desta perdição! Como curá-la?!
Primeiro denunciando-a e diagnosticando-a. Depois exigindo terapias. Medidas dissuasoras e/ou medidas repressivas.
Quantos para terem o sonho de um Ferrari novinho em folha se dedicaram ao lenocídio, ao tráfico de droga, ou à prostituição política, ao tráfico de influencias?
Caríssimo Papa. a própria Igreja ostenta e ostentou essa moléstia. Tantas procissões não passam de um arraial hipócrita, uma exibição de fariseus desejosos de aparecer aos olhos da turba como santos, quando, alguns, bem  o sabemos, são pulhas da pior espécie, capazes das maiores torpezas para conseguirem o vil metal e as honrarias? Fruta da época...
A Índia agora já não está na moda. Agora, está o Brasil, a Suíça, até o Luxemburgo. Alguns chegam à terrinha passeando a alma em bólides espampanantes,  e querem exibir a riqueza ao lado da criadagem local (presidentes de câmara, presidentes de junta e párocos...),  exalando o aroma  exibicionista do novo-riquismo A antiga mula foi substituída pelo Maserati topo de gama (ou Ferrari....), os escravos pelos autarcas de serviço.
Vemos o Zé dos Tremoços, que emigrou para o Canadá e agora quem é? transfigurou-se e passou a ser o senhor Comendador José dos Tremoços, blindado na aura argentária, couraçado pela força da fortuna arrecadada a lavar dinheiro para a máfia local. Passava só uns cheques, dizia ele aos amigos...Mas o seu restaurante não tinha grande volume de negócios mas entravam e saiam milhões...de negócios escuros que ele fazia entrar no circuito monetário corrente...

As moscas continuam,  mas a trampa é sempre a mesma, passados quinhentos anos!!!

Papa,  me perdoai, mas às vezes sinto que o excesso de lucidez também é um pecado!!!

josé m f l sá

quinta-feira, abril 28, 2016

As três maiores celebridades francesas!

Elas são conhecidas e respeitadas no mundo inteiro. Eu tenho-as  sempre em mente no meu quotidiano. Sei respeitá-las e segui-las na minha vivência e na minha filosofia de vida. Elas são inquestionáveis, estão num patamar superior em termos de valores e de princípios, são até  fonte de democracia e de civilização. Se todos as seguíssemos e respeitássemos o mundo seria muito melhor. 
Sei bem que há padres que as desprezam e odeiam.  O mal está neles, não nelas!!!

Sei que há religiões que as não toleram, não respeitam, nem defendem como deviam. O mal está nessas religiões...que são fonte de intolerâncias, de belicismos doentios!

Sei que há governantes que as não respeitam, as vilipendiam, as amesquinham. Mal deles, elas estão  no caminho certo, no pedestal mais elevado.

Sei bem que até há juízes que as abominam, as perseguem,  não respeitam como deviam.

Mal deles. A sociedade seria melhor se todos as respeitássemos e seguíssemos com devoção.

Perguntar-me-ão: quem são elas?

Respondo: LA LIBERTÉ, L' ÉGALITÉ,  LA FRATERNITÉ!

quarta-feira, abril 20, 2016

CARTA ABERTA AO DR MARQUES MENDES

Há tempos, falando com o fafense Professor José Emídio Martins Lopes, homem bairrista e sempre atento ao fenómeno mediático, falamos daquela sua atitude corajosa e  sensata de retirar Valentim Loureiro e Isaltino Morais das listas de candidatos autárquicos do PSD. O país sério e honrado aplaudiu o gesto nobre. Contudo, o povo, esse macambúzio sempre inebriado por vapores populistas e narcotizado por embriaguês mediática, deu-lhe um bofetada de luva branca.
Que povo temos, é a tarefa que mais importa estudar e trabalhar.
Depois daquele gesto seria de esperar que os fiéis ao partido se unissem na rejeição dos candidatos. Mas não. Muitos seguiram de forma maçiça  os políticos censurados.
É óbvio que eles sabem a ladainha toda. Usaram a máquina mediática com mestria. A hipervitimização fez o resto. Fazia lembrar a TROVA DO TEMPO QUE PASSA!
Enfim, o nosso povo crédulo e simplório tem vistas curtas. Ainda não sabe as manhas do populismo, ainda não se deixou vacinar contra oportunismos e caudilhos de verbe fácil e magnânimos à custa do dinheiro de todos nós!
Ele eram festas de arromba, ele era uma enxurrada de promessas e de dinheiros para as paróquias, ele era a aposta na bola e no desporto. Depois veio o corolário disso tudo: dívidas e jogadas de bastidores que enriqueceram os tenentes do poder e empobreceram os contribuintes.
E o pior é que o país está cheio de gente desta que ganha eleições com uma perna às costas e os adversários não têm a mínima hipótese!
Resultado: aumentam os endividamentos a vários níveis, o país empobrece, há desemprego e emigração em larga escala...Os jovens? com o futuro hipotecado por décadas!
E os fautores do regabofe? Estão podres de ricos, Têm fortunas em paraísos fiscais, têm familiares bem prendados com lojas, apartamentos, estabelecimentos comerciais e até contas no exterior!
É preciso abrir os olhos ao povo que temos. É preciso trabalhar nesse domínio para que ele não se deixe seduzir pelo canto de tantas sereias que são a nossa perdição!

Respeitosamente:

José Manuel Figueiredo Leite de Sá

sexta-feira, abril 15, 2016

CARLOS COSTA, CREDIBILIDADE VOOU....

https://www.publico.pt/politica/noticia/governo-acusa-carlos-costa-de-falha-de-informacao-grave-no-caso-do-banif-1729097?frm=ult

O Caso BANIF continua a provocar ondas de choque. O Dr Carlos Costa está com um pé dentro e outro fora, diz ao BCE uma coisa e ao governo outra. Enfim, aquilo que os psiquiatras designam por "ambivalência" é algo de preocupante para alguém que deve estar no seu grau de lucidez máxima, alguém que ocupa um lugar de tanta responsabilidade, e num contexto tão delicado como o que vivemos, não pode continuar à frente dos destinos de uma instituição que tem sido acusada de tanta falha de supervisão, de tanta falta de eficacia, de tanto laxismo (passe o eufemismo...) na regulação do setor financeiro.
Agora, com este comportamento dúplice, Carlos Costa fez transbordar o copo. Agora deixá-lo à frente dos destino do Banco de Portugal é já grave conivência, é pecar por omissão.
Não é posição radical ou sintoma de radicalismo (de esquerda ou de direita...) é, isso sim, uma questão de prudência, uma questão de bom senso. Nada fazer é contribuír para situações de maior gravidade e talvez de maior dano.

Aquilo que revela hoje o Público é um sintoma gravíssimo. algo de patológico até. Ninguém, no seu perfeito juízo, pode ficar indiferente!

sábado, abril 09, 2016

O DISCURSO DO PAPA

CARÍSSIMOS FIÉIS,
INDEFECTÍVEIS DEVOTOS:

A nossa Igreja tem perdido credibilidade, é certo, não vamos esconder a verdade, pois só a verdade é sagrada; pecar é humano, errar é humano, batemos no fundo mas vamos levantar-nos como sempre o fizemos no passado.
A Igreja tem alguns padres que vivem de comissões, de côngruas e dízimos, mas tem de ser, é a transparência que o exige, sempre foi assim no passado, a própria bíblia fala nisso. É certo que alguns exorbitam. É verdade que muitos só pensam nisso. Mas a nossa Igreja também tem muitos devotos que nada recebem, só contribuem com as suas generosas dádivas. Diz a bíblia:«mais vale dar que receber»!, daí o meu agradecimento a esses que por caridade à nossa Igreja tudo dão e nada recebem, esses sim, são os verdadeiros missionários. Não direi que os outros, os que se abonam de comissões, serão mercenários, não, nada disso, temos muitas despesas que não podem ser contabilizadas, há que criar sacos azuis para certos pagamentos por baixo da mesa, isso já é natural neste mundo moderno cheio de tentações. Se não fizermos como as outras Igrejas seremos ultrapassados. Há prendas que não podem ser dadas nas sacristias pois o diabo tece-as e mais tarde sabe-se tudo. Só Deus sabe a verdade total sobre tudo o que se passa na nossa Igreja. Há uns fundamentalistas impregnados de um tenebroso  espírito demoníaco que andam a lançar petardos, tarjas caluniosas, mas são cobardes e todos os cobardes merecem desprezo.
A Igreja vai regenerar-se e afastar esses fundamentalistas que andam por aí de Ferrari sem terem empregos, vivem de quê? Sim, vivem de quê? O cardeal José Mourinho fez a mesma pergunta in illo tempore e ninguém lhe soube responder. Mas eu sei. E aviso solenemente os fundamentalistas que se continuarem o seu comportamento cobarde, a sua praxis  petardista, vão ter os meus amigos da PJ à perna. Que se cuidem, pois Deus sabe tudo e o castigo não tardará...


DEUS É GRANDE E A SUA MISERICÓRDIA INFINITA!
HONI SOIT QUI MAL Y PENSE!

NOTA: o autor da foto é este:http://piadascurtas.pt/?tag=FC%20Porto