rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, janeiro 10, 2017

Entrevista com... «O VELHO DO RESTELO»






Ei-lo aqui, nado e criado pela imaginação fulgurante de Luis Vaz de Camões apregoando os malefícios da aventura marítima...


Fui ao céu visitá-lo. Estava sentado num cadeirão, cofiando a barbicha grisalha, falando com António Mourão, um famoso fadista português, de outra geração...

Cumprimentei-os e pedi ao Velho do Restelo a sua opinião sobre a Geringonça e o estado do país:

V. do  R. - Olha, Rouxinol, para te dizer a verdade não esperava tanto. O actual governo tem cumprido minimamente, é claro e contado com um Jerónimo com elevado sentido de Estado e de uma Catarina Martins muito voluntariosa e empenhada, Nunca pensei que o partido comunista e sua entourage estivesse tão pragmático e se deixasse do criticismo doentio que era a sua imagem de marca. E o Bloco de Esquerda está de parabéns. com esta postura ponderada e serena (mas sem dizer nas entrelinhas que consigo no poder seria bem melhor...) está a criar condições para atingir o poder a prazo.

R de B--Estou surpreso! O Velho do Restelo, o pessimista mais famoso da nossa história, numa crise?!
V do R - Nada disso! Sou realista e prudente. Também pragmático. Esta Geringonça, como lhe chamam está, para já, a dar cartas. Mas o futuro poderá ser muito mau. Os ventos para já estão de feição. o pior é se o BCE deixar de dar aquela maozinha que tanto tem ajudado nos juros baixos. Bem sei que a dúvida pública sobe em espiral e com as políticas semi-populistas tomadas,  poderá dar para o torto. Temos a recapitalização da CGD, o caso dos SWAP's(essa maldita questão que Londres vai arbitrar), temos alguns bancos em situação estratégica periclitante, todos sabemos que o crédito mal-parado e os activos tóxicos são uma pandemia. Contudo, a reposição do poder de compra de alguns segmentos foi positiva e não desencadeou, para já, efeitos colaterais perigosos. Esperemos que a nau Portugal rume a porto seguro...

R de B - Acredita que não será necessária uma renegociação da dívida? Irá tudo correr sobre esferas?

V do R - Sabes R de B, tu ainda pareces mais pessimista do que eu. Sei bem que aqui no céu temos outro conforto, não nos falta nada, e vocês na Terra, têm facturas para pagar, falcatruas de políticos trapaceiros para suportar, epidemias, vandalismos, terrorismos, terramotos, vulcões, tsunamis, eu sei lá, reconheço que agora onde estou, no céu, posso pensar de outra forma. admito a tua estupefacção. Mas nunca deixarei de ser o Velho do Restelo!

R de B - Se estivesse em Portugal na hora que passa que medidas tomaria?!

V do R - Gosto dessa objetividade. Mandaria já para a China todos os jogadores de futebol . Os treinadores também. E árbitros, temo-los do melhor que há, porque não?
E até os comentadores são uma especialidade que encantaria os chineses. E aquele ZOO HUMANO da TVI, em que a Teresa Guilherme aparece a atiçar paixões estilo Cupido, poderia ser exportado para os países árabes, seria uma pausa naquele terrorismo doentio. em vez de passarem a vida a querer matar e morrer, deleitavam-se a ver umas brejeirices que não fazem mal a ninguém. Leituras belicistas do  Corão fazem da Terra um inferno. Nós cá no céu já nem podemos ver os noticiários da Terra, apagamos logo as televisões. Isto vai mudar. Mas vai demorar o seu tempo. O espírito de humor, o sarcasmo, a sã rebeldia da juventude irá transformar a Terra Até eu, que sou um símbolo do pessimismo, acredito no bom senso e na capacidade de regeneração do ser humano...Daqui a uns anitos verás que tenho carradas de razão...

PORTUGAL JÁ SEM MORDAÇA.....






Lá zarpou desta vida, contrafeito
Amou a poesia e a liberdade
Adorava Lisboa, com vaidade
Viagens... e gravatas... um defeito!

Direito à indignação, bem reclamava
Neste Portugal Livre e sem mordaça
Chamou-lhe "FIXE", a sua populaça
A outra... por "Bochechas" o tratava!

Do país foi bandeira e porta-voz
Seu legado merece o meu apoio
Mais Luz que treva, trigo, mais que joio!
Nem santo nem vilão.... foi um de nós!

Ramos de Barros

sábado, dezembro 17, 2016

Escrutínio, pede o presidente da República!



O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, na esteira da sua postura de jornalista que sempre pugnou pela transparência apela aos jornalistas à luta pelo "escrutínio" e pede que sejam implacáveis na descoberta da verdade...
Será que o nosso jornalismo está a levar um puxão de orelhas? quando tantos falam da justiça justicialista, da devassa da privacidade, do abuso na divulgação de rendimentos e de património de alguns responsáveis, que dizer?

Enfim, o país não esperaria outra coisa de um ex-jornalista. Contudo há coisas que geram perplexidades.
Vemos amiúde a divulgação da chamada confissão do crime de Camarate, que segundo um tal Farinha Simões (alegado ex-agente da CIA) foi obra de um antigo embaixador americano, muito embora as responsabilidades criminais tenham prescrito, o "escrutínio" da informação deveria, no mínimo, fazer os jornalistas cruzarem depoimentos, colherem informações em diversas fontes e irem ao âmago da questão. Contudo a lei do silêncio impera. Será verdade? Será pura e tola mentira?
O país interroga-se e pede o tal "escrutínio" de que fala o PR.
Oxalá a verdade nua e crua apareça  à tona da água. Os portugueses merecem saber a verdade. 

E os PANAMÁ PAPERS?!

Será que foi entregue o rol de todos os depositantes ao ministério público? Será que não convinha divulgar nomes pois alguns estão no próprio jornal? Ou são accionistas, ou trazem publicidade?!

Pobre país que tem meia dúzia de barões que tudo comandam e ninguém pode saber os seus pecados?!
E dizem lá do alto do seu pedestal: «o povo não precisa de devassar a vida das pessoas competentes e sérias, o povo é invejoso, não gosta dos que têm"sucesso", o povo é um voyeur 
Enfim, o "sucesso" de uns quantos é feito à custa do tráfico de influências, da delapidação do património público, da evasão em grande escala! Hoje em dia o "sucesso" anda de braço dado com a corrupção, o amiguismo, a partidocracia, o clientelismo mais degradante.

quinta-feira, dezembro 01, 2016

Turbilhão mediático?!!!Populismo?!!!

O Dr António Domingues atirou a toalha ao chão antes de começar o combate. E veio com eufemismos sem fundamento, atirando, habilidosamente areia para os olhos, dizendo-se vítima de uma conspiração multilateral: políticos, jornalistas, enfim, um déja vu bem conhecido de todos nós.

O senhor Presidente da República sendo o porta-voz do sentir da população é um populista?
Os partidos, emanação da Grei, porta-vozes do sentimento generalizado da população, são populistas? Deixe-se de eufemismos engalanados com slogans estereotipados. Seja honesto consigo mesmo!

Valha-nos Deus, francamente, por quem nos toma?.

O que de facto aconteceu é que o senhor teve medo, muito medo de mostrar o patrimonio e os rendimentos  ao grande público. teve medo do sufrágio popular. Isso é que é a verdade nua e crua.
Não sei o que o levou a ter medo, ninguém sabe. agora o receio dá origem a especulações de diversa índole. Não quero espraiar-me pois o leque de causas pode ser imenso. Neste universo polivalente, onde  pontificam paraísos fiscais, testas de ferro, engenharias financeiras, inside trading e outras chicoespertices, de velhas raposas há muitos anos no milieu, nós só podemos dizer: quem tem medo compra um cão!



NO REINO DA OPACIDADE E DO LAMBEBOTISMO!

 
Garimpeiros vão usando
Sem rebuço, sem pudor
A mina-Estado, pensando
Ser ouro o seu senhor!

Já temem a transparência
Só pensam na impunidade
Arrotam vil sapiência
Cultivam a opacidade!


Corrompidos, corruptores,
Usam a reles censura,
Calam denunciadores
Aos servos, dão sinecura.


Patrocinam cortesãos
Aduladores rasteiros
Peritos no beija-mão
À procura de poleiros.


O país vai-se afundando
Só tem corruptos à perna
Que lá se vão governando
À custa de quem governa!

quinta-feira, novembro 24, 2016

MEDO DA VISITA DO PAPA?!


O papa consagrou o mundo inteiro ao coração de Maria VER AQUI

Acreditemos ou não no fenómeno de Fátima há que respeitar a sua vinda em 2017. Medo de quê?!
Anda a circular uma petição contra a sua vinda alegando que Fátima é um "embuste"!!!
Cada qual é livre de pensar o que quiser. Mas daí a tentar impedir a vinda do Papa é anedótico!
Será que não vèem o ridículo da situação!!!
Sócrates, o árbitro das elegâncias carismáticas, também, de forma patética contestou a visita do presidente da república ao DCCIAP alegando que era para prestigiar a instituição!!!
Que ridículo, que de imbecilidade e de falta de espírito democrático!!!
Venha o Dalai Lama, venha o Trump venha o presidente do Egipto, mesmo não concordando com a sua praxis, devemos aceitar a visita e respeitar os visitantes.
Até parece que estamos na Coreia do Norte!!!
Valha-nos Deus!!! 
Até o Padre Mário de Oliveira, que tem algumas observações pertinentes, entrou neste caudal de indelicadezas!

segunda-feira, novembro 14, 2016

Este não quer "strip tease" do património!

António Domingues da CGD estará obrigado a apresentar declaração de património ao Tribumal Constitucional, contudo, invocando um acordo de cavalheiros (com A Costa, ao que parece) recusa fazê-lo, até ver...
PORQUE SERÁ?

Veja-se AQUI

É óbvio que o seu património poderá ser demasiado elevado para os rendimentos fixos nominais recebidos ao longo dos tempos. Será que usou o estratagema de "inside trading" para engordar artificialmente esse património e não quer que se saiba?
Enfim, perguntar não ofende,,,

Donald Trump, um novo satanás?!




Não acredito em diabos, que me desculpe o Papa João Paulo II,  nem em bruxas. Quanto aos santos e santas todos me merecem o devido respeito mas tenho muito pouca fé nalguns e nalgumas. Sofro de uma elevada dose de dúvida metódica.

Enfim, sou bastante cético no que concerne a "benzeduras" cujo efeito me parece de ordem psicológica. O diabo  talvez nem ligue a estas coisas porque povoa apenas o nosso imaginário. aí, existe mesmo e tem efeitos perniciosos.

Este introito serve para falar em Trump e nas manifs que se vão repetindo após a sua eleição para o cargo de Presidente da República dos Estados Unidos da América. Ele não é flor que se cheire, não. Mas diabolizá-lo também não me parece justo. Ele aproveitou o descontentamento contra alguns árabes e latinoamericanos que se portam mal e criaram ódios viscerais no tecido socioeconómico. Tal como Le Pen polarizou em torno de si e do seu projeto nacionalista, racista e xenófobo, o ódio visceral contra negros e árabes,  este cocktail começa a ter resultados eleitorais palpáveis. Apesar das sondagens, da comunicação social, quase toda contra ele, a população elegeu-o!!!
Esta população é culturalmente medíocre (a talho de foice digo que mais de um quarto da população americana desconhece que é a Terra que gira à volta do sol!!! Diz uma sondagem recente VER AQUI) e facilmente manobrável por caudilhos com tiques de  populista. E o populismo é o caldo de cultura dos aprendizes de caudilho...

O efeito placebo existe muito na religiosidade mais exacerbada e também na política! 

Já tenho dito isto muitas vezes e os meus amigos ficam escandalizados! Mas é a mais pura verdade. Trump, com as suas tiradas xenófobas e anti-negritude, qual terapia milagrosa capaz de curar todos os pecados e males da América, estilo panaceia universal,  provou aquela minha tese! 
Em França, mais tarde ou mais cedo, a xenofobia vai imperar e os nacionalismos vão acentuar.se! Ninguém o duvide. Portugal, mais tarde ou mais cedo, embora com certa demora (as modas, mesmo ideológicas, levam o seu tempo a chegar aqui...) vai ser sacudido por um vendaval nacionalista e xenófobo! Todos os caudilhos se aproveitam da credulidade e ingenuidade das populações... 

Ramos de Barros

sábado, novembro 12, 2016

Um ano de "Geringonça"

De início augurava-se-lhe pouco tempo de vida. contudo, com o decurso do tempo, foram-se sincronizando movimentos, reajustando procedimentos e, enfim, a máquina governamental acolitada pelo parlamento, tem actuado melhor do que se esperaria.
Há um trabalho permanente de consultas e de democracia interna que é de louvar. Por vezes, certo voluntarismo exibicionista (talvez mais por  parte do BE do que do PCP) tem gerado certas fricções. Mas tudo tem rolado sobre esferas.
A oposição interna no PS tem estado silenciosa, o qb.  Apenas José Sócrates por vezes dá uns remoques ao líder, mas também não se sente com moral para puxões de orelhas...
Do lado do PSD e do CDS, surgem aquelas críticas naturais e típicas de quem está na oposição e quer mostrar que está atento aos sinais...«O governo não tem estratégia, não existe sustentabilidade para manter o ritmo de aumentos salariais, só politicas conjunturais sem visão estrutural, o futuro virá desmistificar isto», enfim, aquilo que todos dizem e a  que o povo já se habituou...
Pouca oposição de facto o que é um sintoma de tranquilidade para quem vai aos comandos..

O ano de 2017 vai certamente mexer mais. A ver vamos...

domingo, novembro 06, 2016

Marcelo na cova da Moura!!!

hhttp://www.tvi24.iol.pt/videos/politica/marcelo-visita-cova-da-moura/5820cc290cf2d549d5561567

Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente da República, foi visitar a Cova da Moura, um bairro problemático onde há criminalidade  e onde as autoridades nem sempre são bem recebidas. Distribuiu afectos, deu beijos e abraços em profusão.
Que dirá Socrates, o autoproclamado árbitro das elegâncias carismáticas?!
Sim, ele criticou acerbamente o PR aquando da sua visita ao DCCIAP, alegando que o fazia para o fender "o indivíduo"!!!
Agora, ao fazer isto, estará o PR a entrar naquilo que Sócrates definiu no seu livro de "excesso carismático"?! 
Eu não tenho a pretensão de saber quais os limites para o carisma. Sou leigo na matéria. Será que entramos agora na era marcelista-populista?!
E na campanha eleitoral tantos o consideravam um refinado "fascista"!!! 

Enfim todos já vivemos situações similares: é-se preso por ter cão e ... por não ter!
 

Hilary Clinton, o mal menor

Tudo se conjuga para que a vitória nas eleições americanas sorria a Hilary Clinton pois o adversário é demasiado mau para lhe dar luta. Se outra voz surgisse, talvez o embate fosse mais equilibrado, contudo, Trump é o reacionarismo mais tolo, o chauvinismo mais  primário,  e nada de positivo ou inovador traria para a vida dos americanos. O racismo exacerbado, a xenofobia e o desejo de protagonismo estão ali no seu máximo expoente. Será que estes factores geram simpatias no eleitorado? Será que o "amigo Putin" vai ter influências no resultado? No passado já vimos coisas muito estranhas acontecerem...
No contexto actual Hilary Clinton também não é a candidata ideal, contudo, esperemos que se vá saindo airosamente dos desafios cada vez mais gigantescos que irá enfrentar...