quarta-feira, julho 17, 2019

A pólvora redescoberta!!!



Rui Rio veio a público clamar pela alteração na designação do ministério da saúde. Na sua douta opinião deverá chamar-se Ministério da Promoção da Saúde, dando vazão à sua idiossincrasia inovadora para esta área de negócio ; enfim, mudar o nome e  tudo muda como se fosse milagre, tudo se transforma por força desta varinha de condão, que ele tem na mão.
Nova versão da descoberta da pólvora. 

Por este andar tudo deveria mudar: Ministério da Promoção da Justiça, ministério da Promoção da Defesa Nacional, etc, etc.

Todos sabemos que  o fruto dessa árvore milagrosa chamada PPP (Parcerias Público-Privadas) redundou nalguns casos (demasiados para mal de todos nós portugueses) num tremendo fracasso sobretudo em autênticos esbulhos ao erário público.
Enfim, o espertismo de alguns (nem todos sejamos honestos e verdadeiros) empurrados (ou alicerçados) numa conjuntura de permissividade onde o laxismo e as múltiplas conivências imperaram , deu no que deu.
A saúde não foi excepção à regra. Culpa de quem? Fruto de uma arquitectura jurídica deficiente e permissiva em que o violar as regras era o lugar comum mais vezes observado. «A corrupção compensa», poderia vislumbrar-se no modus operandi de alguns, de espírito engenhoso e de maozinhas leves e amigas do alheio...
A coexistência entre o sector público e o privado, numa questão de princípio, é aceitável. Contudo, e aqui é que a porca torce o rabo, o que se foi verificando? 
Uma desenfreada exploração do Estado por mecanismos  criados sem o necessário rigor e a imprescindível prudência deram azo a situações escandalosas. Fraudes, meganegociatas em que o Estado  assinava contratos de feição genuinamente "leonina" (na acepção jurídica do termo) ficando sempre com os "ossos" e dando a "carne" ao sector privado. O leão devorador era  a entidade privada, como é óbvio...O Estado, o eterno lesado...

É óbvio que fraudes sempre existirão,  e em ambos os sectores, sejamos justos e não ingénuos. Mas há que agilizar a supervisão e modernizar estratégias de prevenção da corrupção. Claro que há beneficiários nesta tramóia, a jusante e a montante,  tantas vezes os próprios partidos que navegam nas águas turvas da partidocracia (muitas franjas desses partidos...) e não querem vogar nas águas claras das sãs práticas da transparência e da democraticidade pura.

Agora, o mudar de nome um ministério, só por si,  valha-nos Deus, dr Rui Rio, essa não lembrava ao diabo, faz lembrar a panaceia universal!

J Leite de Sá

domingo, julho 14, 2019

Velho do Restelo dá sinais de vida!

Ele aí está,  de novo, no esplendor da sua  majestosa  essência, tal qual Camões, o genial épico, o concebeu!
Não, não é aquele que criticava a saga dos descobrimentos, que alertava para os perigos da desertificação do interior perante a gesta colonizadora, a expansão ultramarina!
Não, ele, o deputado socialista Manuel dos Santos, um economista honrado, um socialista probo, um cidadão empenhado, um benfiquista  com alma rubra, com ânsia saltitante, vem, no semanário Sol,  mostrar a sua face oculta, o seu ressabiamento agridoce, a sua sanha geracional,   epitetando a lista socialista de "encharcada", imagine-se,  de jovens!

Outro ,  mais honesto e menos  retrógrado, diria  que era uma nova aragem, um ar fresco, uma renovação, um refrescamento, mas ele, na sua postura bolorenta,  diz com ar cínico e cheio de empáfia,  que nunca fizeram nada!!!

Pois se não fizeram, é porque nunca tiveram oportunidade de usar o poder político (como ele usou) para o fazerem!

Eu próprio,  tantas e tantas vezes acusado de nada fazer, mas nunca me sendo dadas oportunidades para exercer funções executivas (diziam que era honesto demais, ingénuo, pouco dado a proteger lóbis, fazer fretes,  demasiado avesso a receber "instruções"...), sinto-me  de alma e coração, ao lado desses jovens assim mimoseados por um  napoleaozinho serôdio e ressabiado. Ele, que catapultou Luisa Salgueiro para a fama e para a vitória em Matosinhos, apelidando-a de "cigana" corre o risco de catapultar para a vitória por maioria absoluta António Costa ao chamar-lhe "médio" e "habilidoso"!!! Efeito de bumerangue em acção!!!

Nós, portugueses, identificamo-nos com médios habilidosos como João Moutinho, João Pinto, Chalana, Bernardo Silva__ que deliciam o mundo com o seu élan, a sua aura criativa, o seu dom artístico__ não podemos deixar de nos identificar com o primeiro ministro tão canhestramente sovado. Enfim o tiro  sai pela culatra, o  efeito bumerangue atinge o próprio lançador!

Se tinha duvidas, agora, ao ler este chorrilho de barbaridades e esta cartilha mais própria d e  um abencerragem, de um bolorento figurão, sei que António Costa vai seguir as pisadas de Luisa Salgueiro e triunfar sem margem para dúvidas!

Rui Rio que se cuide, agora tem no "Chega"  um tal  Sousa Lara que  derrama cultura por todos os poros e arrota santidade por todas as ventosas. E vai ser um camartelo demolidor do edifício que ajudou a construir com a cavacal criatura. Na região alfacinha o PSD vai implodir, ninguém duvide!






Santana Lopes, com o seu séquito de barões,  vai fazer muita  mossa (sobretudo na capital.  onde  há "santanetes"  e gente de  "estirpe"  à solta,  desejosa de protagonismos) e o PSD de Rio será espremido como um limão.
Quem crescerá? Não creio que seja  Cristas com aquelas tiradas de bailados das touradas (que têm eco nas franjas mais retrógradas e reaccionárias da sociedade marialva) e, quiçá, a coordenadora do Bloco de Esquerda  que  lá vai levando água ao seu moinho contra todas as expectativas dos bem pensantes... qualquer dia começa a ter à vista  o próprio PSD, que descola do pelotão da frente, e lá vai,  com a cassete costumeira (baixa de impostos...) a tentar minimizar os danos. Enfim, a pulverização de candidaturas  no espectro direitista só fragilizará  os partidos  mais representativos...


 Luisa Salgueiro catapultada para a fama e para a presidência da câmara de Matosinhos pelo comentário "racista" de Manuel dos Santos, o ressabiado...

sexta-feira, julho 05, 2019

Sempre em combate permanente!

O grande combate que deve mobilizar os portugueses é o combate contra o maior flagelo nacional: CORRUPÇÃO!

É ela a causadora da pobreza, da miséria, da desigualdade gritante que há nesta sociedade onde há juizes que vendem favores e se cobram através de testas-de-ferro! Apesar de ganharem como marajás!
Folclores  não contribuem para fortalecer este nobre combate.


Defendo o povo frustrado
em precárias condições
ataco o ladrão safado
não tenho contemplações


O poder não me seduz
nem quero ter pedestal
só carrego esta cruz
p'ra salvar meu Portugal.


Devemos ser empenhados
e ao povo dar a Luz

 ficar de braços cruzados
é... perpetuar a cruz!


Todos somos combatentes
ninguém deve desertar
só a Deus sermos tementes
a ninguém ajoelhar...


Ramos de Barros




quarta-feira, junho 19, 2019

Juiz Ivo Rosa em maus lençõis...

Acusações gravissimas sobre este juiz no caso da EDP. Será que  vai sofrer consequências ou tem respaldo?!

VER AQUI

O país precisa de uma justiça limpa, séria, imune a jogadas pouco transparentes. Será que isto vai continuar?!  O CSM tem uma palavra a dizer. O silêncio poderá significar cumplicidade e conivência com este status que  pode ser  no mínimo preocupante!

O Supremo Magistrado da Nação responsável pelo regular funcionamento das instituições fica tal qual a "múmia paralítica"?!

Separação de poderes sim, mas abusos de autoridade e exorbitação de funções, jamais!!! 

Post Scriptum:

Cada cavadela cada minhoca, como diz a sabedoria popular... VER AQUI 

O povo começa a pensar que...


 

domingo, junho 16, 2019

O REI DO AMOR, QUEM? O PR!

Foi coroado Rei do Amor na Costa do Marfim, o nosso presidente da República! Enfim, mais uma condecoração, mais um tijolo no edifício da popularidade. Em Moçambique foi o que se viu, uma apoteose com danças, beijos, abraços.discursos acalorados a roçar o populismo ou a"santidade". Será que existe  um   S. Marcelo?

Fomos procurá-lo ao céu. Para uma entrevista a sério. Foi caloroso, simpático, com ar professoral mas sempre com a modéstia  e a simplicidade dos verdadeiros sábios. Recebeu-nos descalço, em calções de praia, nas escadas do céu. O sol brilhava e  tinha poucas nuvens:
__S. Marcelo, me diga por favor.  o que sente ao ser  venerado por tantos fiéis, de tantos credos religiosos, de tantas e diversificadas raças?
Abriu um largo sorriso e exclamou:
__Sabes, meu caro, li muito durante a minha vida. Li Charles Darwin. ele constatou que os que sobrevivem são os mais adaptáveis, não os mais fortes ou os  mais inteligentes. Foi sempre o lema que eu segui. Nesta selva moderna eu adaptei-me, segui os conselhos do mestre. Uso um certo mimetismo para me camuflar e me encaixar melhor no habitat...
__Ideologicamente diziam que era um cata-vento, será que era  um camaleão?!

__Eu não me considero camaleão, contudo, não abdico de algumas capacidades de adaptação ao meio, o que é diferente. Uso a chamada conversa catadora para quebrar gelo e gerar empatias...
__Desculpe a minha ignorância mas o que é isso de conversa catadora?!

__Desmond Morris no seu famoso livro »O macaco nu» faz analogias curiosas entre o ser humano e o seu antepassado primata, o macaco. Diz que  para criarem  simpatia  se começam a catar, manifestando o desejo de conviver, de não hostilizar, evitando crispações. Nós também usamos determinado tipo de conversas com esse objetivo. Eu,  quando falei com Donald Trump sobre o Cristiano Ronaldo, fi-lo com esse objetivo apaziguador e gerador de empatia. e resultou. Se lhe falasse do Brexit ou de Putin seria bem pior...Com o Papa falei da santa  Jacinta e de Nossa Senhora de Fátima, embora lhe tenha dado uma estocada por ser fã do Messi e rezar pela seleção da Argentina...

Entretanto verifiquei que começara a chover,  no céu. contudo S. Marcelo continuava impávido e sereno. Estranhei pois eu sentia a chuva. Ele explicou:
__Nós cá não sentimos a chuva, ela não molha os santos...
Fiquei siderado. Protegido da chuva e do frio, que estatuto este o da santidade! Perguntei:

__Quando vai às procissões por esse Portugal fora, o que sente?
_:_Sinto que sou o santo mais popular do país! ninguém tira selfies ao santo António, ao S. joão ou ao  S. Pedro! Repare que se digladiam alguns políticos (e até jornalistas e simples populares) para tirarem uma selfie comigo! Precisam de se sentir importantes; a foto comigo ao lado  dá-lhes esse aconchego ao ego carente.  Sirvo para a importantização das pessoas mais simples...  Começo a achar uma grande parolada, uma coisa ultra-pirosa, mas adaptei-me e sorrio sempre, mostro a dentuça com gosto pois sei que isso me dará trunfos e garantirá a eternização do estatuto de santidade. enfim, o meu estado de graça manter-se.á por muitos anos. Sou um dador de afectos, embora só dê o sorriso e umas palmadinhas nas costas. É barato, não custa nada e dá milhões ...de votos...e de devotos!
__Como explica o sucesso na Costa do Marfim, um país distante e sem grandes ligações a Portugal?
__O mediatismo! A aldeia global é fruto desse mediatismo!  Fui a Angola e até tive pena do presidente. O povo é um ingrato. Dizia gostar mais de mim, gostaria que ele fosse igual nas manifestações afetivas, mas ele mantinha-se reservado e pouco caloroso como era a sua maneira de ser. Certamente não lei Charles Darwin ou Desmond Morris...

:__S. Marcelo não receia  um "endeusamento"?
__Não, não, Deus é que tem de se preocupar com isso, pois havendo concorrência...

E sorriu, sorriu muito. O céu inteiro riu a bandeiras despregadas. 
Tomei o autocarro para regressar mas caí e estatelei.me no chão!!!

A minha esposa, ao meu lado,  gritava:
__Tiveste algum pesadelo? Caíste da cama de forma tão abrupta? Algum diabo te mordeu?

Nota: Isto não passa de um sonho de uma noite de primavera, nada tem a ver com a realidade concreta. Bem hajam.

sexta-feira, junho 14, 2019

Será que Sócrates fez tudo isto?!

Eis uma súmula da acusação da chamada "Operação Marquês", segundo o jornal OBSERVADOR.https://observador.pt/especiais/pt-bes-e-vale-do-lobo-como-socrates-tera-sido-corrompido-desde-o-1-o-dia/?fbclid=IwAR1NGF_XEo6DhnDX_gzP7C8G-0IwVGDwQ44dge4vWdK2rG1xr342xkqP-DI

Se fosse na China , a serem provadas estas acusações __o que ainda não foi feito__ poderia ter um final pouco recomendável. como é em Portugal...~~VER AQUI

Meditando nisto tudo como é que o país há-de progredir com gente deste calibre?
O povo, o eterno bode expiatório, cada vez mais pobre e uma minoria que gravita na órbita destas nefastas criaturas vive na prosperidade...

sexta-feira, junho 07, 2019

Demagogo vesus estadista...

Estadistas e Demagogos andam por aí...há que saber destrinçar o trigo do joio...



Demagogia é fonte despesista
Só visa um horizonte eleitoral
Há que ter a visão de um estadista
Alcançando o futuro nacional...
Visão de curto prazo, redutora,
Não tem futuro, não é sustentável,
Há que ter pretensão reformadora
Só assim Portugal será viável.

Ramos de Barros