sexta-feira, junho 29, 2018

Entrevista com o professor Marcelo



Não foi fácil. Sempre muito ocupado, sempre a responder às mais variadas solicitações , mas lá me recebeu e deu a entrevista prometida em campanha eleitoral...
Comecei sem rodeios:
__ Acha que o seu estilo presidencial é populista?
__Sabe, eu gosto de dar notas e classificar os outros mas não tenho jeito para me classificar a mim. Daí...
__Que nota dava à actuação da Geringonça, pelo que tem feito até aqui?
__Se der nota alta dirão que sou situacionista, se der nota baixa dirão que sou um adepto do bloco central ou outra geringonça qualquer, daí darei um sete, numa escala de zero a dez.
__Pode-se saber porque falou no Cristiano Ronaldo quando foi falar com Trump?!
__Li há já muitos anos um livro de Desmond Morris,  intitulado "O macaco nu" e achei piada a um termo que ele usou para classificar as conversas quebra-gelo: conversas "catadoras", por analogia com o que fazem os macacos quando  querem manifestar apreço. Ora como sou mais de "pontes" que de "muros", falei no Cristiano Ronaldo. pois todo o mundo o conhece. Mas também falei no Papa Francisco...
__E que disse do Papa?
__Ora que havia de dizer. Que era o Messi da religião!  Ele então  sorriu e  respondeu diplomaticamente: «Pensei que iria dizer que era o Guterres dos católicos!»
__Já agora, me diga, qual foi a "conversa catadora" entre si e a presidente da Croácia, aquela boazona que  faz parar o trânsito?!
__Falei em segurança rodoviária. Dei-lhe conta da importância dos airbags no atenuar dos efeitos colaterais dos acidentes de viação...
__Ela  percebeu a insinuação machista ou ficou  sem perceber patavina?
__Ela acrescentou alguma ironia dizendo que a actriz americana Mae West (de seios generosos também) dera o seu nome a bóias flutuadoras da marinha americana...E lá na Croácia já deram o nome de Kolindas às bóias de salvação dos barcos ...
 (O seu nome é Kolinda Grabar Kitarovic).
__Qual foi o maior elogio que já recebeu no exercício do cargo?!
__Quando arbitrava um jogo de  negrinhos, muito jovens, eu cometi alguns erros, sem querer, mas foi  por falta de jeito. No final,  um deles, mais afoito, disse-me: «O senhor é um árbitro honesto, rouba para ambos os lados!»

No final, uma pergunta difícil:
_-Professor,  se eu lhe dissesse que o próximo Presidente seria o Tino de Rans, que comentário faria?:
__Diria que os portugueses poderiam caminhar mais seguros, tendo um calceteiro em Belém!

Nota: Isto é pura ficção. 

quarta-feira, junho 27, 2018

Seleção, os desafios futuros...

Portugal após o empate com o Irão ( 1 - 1) lá passou aos oitavos no campeonato do mundo. Aquele penalty inventado pelo VAR nos últimos minutos roubou-nos o primeiro lugar do grupo. Enfim,  já é a  segunda vez que somos roubados por tal entidade: a outra foi quando Pepe foi agredido à cotovelada por Diego Costa e além de não ter sido sancionado ainda foi premiado com o golo na sequência desse arbítrio.
Contudo, há erros que importa corrigir. Bernardo Silva a jogar como extremo direito (ou ala direito) não revela todo o seu potencial pois é um médio centro. Não tem velocidade de pernas para acompanhar a maioria dos laterais.Por vezes deslumbra-se e perde-se em fintas estéreis.
Quaresma enquanto tiver fulgor físico é de longe o melhor ala direito e deve jogar mais vezes.
O meio campo precisa de refrescamento. André Silva  deve jogar de início e dar lugar a Gonçalo Guedes quando estiver com menos fulgor, pois tem outra capacidade de entrosamento com Cristiano. G. Guedes, com a sua velocidade (era bom que o discernimento e a frieza estivessem ao nivel dessa velocidade) é muito útil para refrear ímpetos adversos sobretudo na segunda parte quando o desgaste é maior. William por vezes parece lento e de raciocínio pesado também. Talvez Manuel Fernandes de início desse outro fulgor, outro dinamismo, outro élan.
Há que ter atenção às bolas paradas e aos cruzamentos para as zonas laterais onde irrompem de surpresa os atacantes adversários.

Na zona central Pepe está em grande forma, contudo o desgaste do parceiro do lado  ( Fonte) começa a notar-se. O lateral esquerdo (Guerreiro) também está em situação de desgaste notório. Seria sensato dar uma oportunidade ao suplente.
 Cavani e Suarez têm na frescura física e velocidade de ponta o seu forte. Há que ter cautelas redobradas, Enfim, William também começa a dar mostras de saturação. Será que Manuel Fernandes não daria boa conta nesta fase? A frescura física e o contacto com o meio ambiente russo poderia trazer incentivos.
Oxalá se consiga passar mais este obstáculo. Contudo bem sei que será difícil mas não impossível. Todas as equipas estão ao nosso alcance muito embora o crivo tenha selecionado as melhores . Há que ser prudente, mas sem perder aquela dose de ousadia tão imprescindível para o sucesso. Felicidades.

sábado, junho 23, 2018

Papa elogia os não crentes...



Será possível que este Papa venha a ser destituído?
Há um movimento de crentes a pensar assim. Dizem que este Papa é um herege!
Seria possível alguns anos atrás alguém dizer isto? Algum padre teria coragem de assinar isto?!
No entanto, se pensarmos bem, sem preconceitos, ele tem razão!
Quantos crimes se cometeram ao longo da História, em Seu nome? O próprio padre António Vieira esteve quase a ser condenado por dizer que os negros e os índios do Brasil tinham alma e mereciam ser respeitados como seres humanos. Acusaram-no de "sabotagem da economia"!!!
Há ou não pessoas não crentes que têm comportamentos mais humanos que muitos que estão constantemente na igreja a bater com a mão no peito, a dar avultadas esmolas para festas e para exibicionismos calculistas, que mais não visam que exteriorizar algo que deve ser íntimo e bem interiorizado. 
O amor de Deus não se mede por hipergenerosidades ou por gestos de magnânima ostentação. Vimos fazer isso a Pinochet e Francisco Franco, cada qual a seu modo, cada qual sempre  permanecendo no poder à custa da cumplicidade da Igreja Católica. Apesar dos atentados aos direitos humanos e às mais elementares regras de civilidade e convivência pacífica, eles  sobreviveram apesar de atentarem contra as liberdades dos cidadãos, apesar dos abusos de autoridade, apesar dos crimes hediondos que praticaram ou ordenaram.Apoiados sempre pelo clero.
Herege este Papa?!
Só para os dogmáticos, os fariseus, os ingénuos que se deixam enganar por exibicionismos tolos de religiosidade ostentatória!
Este Papa é algo de precioso na história da Humanidade. Ainda ouviremos falar dele no futuro como  alguém que ousou criticar os luxos, as mordomias, as honrarias balofas que fizeram da Igreja ao longo dos anos  uma corja de malfeitores encobertos  por alguns caciques purpurados. Ele desmistificou a que estava escondido, ele lancetou com  o bisturi da sua palavra acutilante os quistos putrefatos que existiam dentro dela. Ele foi capaz de ir ao âmago dos problemas e punir os responsáveis por abusos e roubos de toda a ordem. 
Conseguirá sobreviver, quando cercado pelos chacais que pululam no Vaticano? Há quem diga que a sua morte estará próxima...E há cada vez mais  gente comprometida, a desejá-la!

Mário Centeno, o outro Cristiano Ronaldo

Governar um país como o nosso, num contexto de endividamento tão excessivo, é uma  arte cada vez mais complexa. Com recursos escassos e com dificuldades em criar os imprescindíveis investimentos públicos (devido aos custos da dívida) um governo com base de apoio volúvel como o nosso, não tem vida fácil.
António Costa não vai ter vida fácil. Mário Centeno também não. Com o aproximar de tempos eleitorais, os partidos que suportam o governo vão querer mais para justificarem às bases o ónus desse apoio. Contudo, há limites para abrir cordões à bolsa.
Os problemas macroeconómicos são vários. O contexto internacional pode ser volátil e gerar  instabilidades e flutuações cíclicas nos mercados e, concomitantemente, subidas nos juros da nossa dívida soberana.
O governo sabe que o défice tem de estar sempre no centro da sua prática governativa. O equilíbrio orçamental poderá penalizar o país e lançar por água abaixo todo um sacrifício coletivo. 

A conjuntura externa tem sido benigna. Será que se fez aquilo que cientificamente se designa por "política anticíclica"?!
Creio bem que não. À boleia desse ambiente benigno foram satisfeitas reivindicações legítimas e há muito prometidas. Não é fácil gerir um país quando quem governa tem limitações e segmentos reivindicativos de toda a ordem.
É óbvio que governar em democracia é mais difícil do  que governar em ditadura. Lembram-se, os mais antigos, daquela afirmação do então primeiro-ministro Mário Soares que no seu pitoresco arrasoado  dizia, que,  por vezes , era preciso meter "entre parêntesis" a própria democracia?
Enfim, mudam-se os tempos e os contextos mas as problemáticas são similares. O nosso Cristiano Ronaldo da economia vive também em função de contextos.  Se os contextos forem substancialmente alterados e  não puder fazer o que se impõe, o insucesso surgirá como corolário lógico de todos os constrangimentos atrás apontados. O seu insucesso será o insucesso do país na sua globalidade.

sexta-feira, junho 22, 2018

Poesia com estilo!

O desenho redondo do teu seio
Tornava-te mais cálida mais nua
Quando eu pensava nele... imaginei-o
À beira-mar, à noite, havendo lua...


Talvez a espuma, vindo, conseguisse
Ornar-te o busto de uma renda leve
E a lua, ao ver-te nua, descobrisse
Em ti, a branca irmã que nunca teve...


Pelo que no teu colo há de suspenso,
Te supunham as ondas, uma delas...
Todo o teu corpo, iluminado, tenso,
Era um convite lúcido às estrelas.


Imagino-te assim à beira-mar
Só porque o nosso quarto era tão estreito...
E, sonolento, deixo-me afogar
No desenho redondo do teu peito.


DAVID MOURÃO FERREIRA

domingo, junho 17, 2018

PORTUGAL 3 ESPANHA 3



Fernando Santos, treinador de Portugal disse que dava nota seis à nossa seleção. Tem razão. Há muita coisa ainda a corrigir. Se não fosse o brilhantismo de Cristiano Ronaldo perderíamos, certamente.
Não se pode falhar como falharam dois atletas frente a Diego Costa. Houve falta sobre Pepe. Devia ter sido assinalada. Como não foi,  ele não podia ter brincado com os dois defesas e atirado ao ângulo sem hipóteses para Rui Patrício. Foi mau demais para um jogo desta envergadura.

No centro da defesa algo tem de mudar.
Gonçalo Guedes podia ter dado o segundo golo se tem rematado de primeira após aquele passe magistral de Ronaldo. A ansiedade a roubar discernimento. Tal como no lance do segundo golo espanhol G. Guedes não saltou e deixou o espanhol centrar para o eixo da defesa. Num jogo destes estas falhas são imperdoáveis...

Patrício não teve culpas em nenhum dos golos. No terceiro golo há uma dose de sorte no remate, mas tambem muita permissividade da nossa defesa. Segundo disse Fernando Santos fomos pouco intensos, muito macios, e deixamos aquelas tabelas e aqueles passes dos espanhóis em terrenos muito perigosos. Não pode ser assim. Há que ter mais intensidade e concentração. Mais  pressão e intensidade. Assim, não.

Se não fosse o dia de inspiração d e  Ronaldo tudo poderia esboroar-se. Há que corrigir posturas e  as ansiedades de G Guedes e Bruno Fernandes (nalgumas facetas do jogo) devem ser evitadas.
Talvez A entrada de João Mário de inicio melhore. Dar oportunidades a outros como Gelson Martins  e Manuel Fernandes /que mora naquele habitat...) possa mostrar outra cara a esta seleção.
Há que corrigir os erros pois eles eexistiram e devemos corrigir a tempo pois o Irão pode complicar. Devemos ser intensos logo de início. São demasiado calculistas e frios na defesa. Há que entrar de rompante e marcar senão...


terça-feira, junho 12, 2018

Eles vão saindo...O incêndio não tem fim à vista. O pirómano continua imparável na sua loucura insana!!!

http://tribunaexpresso.pt/sporting/2018-06-11-William-Gelson-e-Bruno-Fernandes-ja-enviaram-os-pedidos-de-rescisaohttp://tribunaexpresso.pt/sporting/2018-06-11-William-Gelson-e-Bruno-Fernandes-ja-enviaram-os-pedidos-de-rescisao

Vários jogadores do Sporting Clube de Portugal  vão rescindindo com justa causa... Bruno de Carvalho, o incendiário, o louco pirómano, continua a lançar chamas com total impunidade...

A justiça que temos,  que faz? Nada, cria confusão e lança achas para a fogueira! Pobre país que tem  cenas destas...
Na providência cautelar reconhece-se que Jaime Marta Soares é o legítimo representante da Mesa da AG. Contudo, não respeitando isso, o Conselho Diretivo nao autoriza a validação das assinaturas. VER AQUI

Isto é uma afronta  à própria justiça! que se espera? Uma batalha campal e tudo a ser decidido pelos jagunços ao serviço do Conselho Diretivo?!

domingo, junho 03, 2018

VOANDO SOBRE UM NINHO DE LEOES......

Professor Eduardo Barroso, um leão lúcido que merecia ser presidente do SCP
A dupla Bruno vs Jesus na sua ânsia de fugir ao anátema chamado "bode expiatório"
contribuiram e de que maneira para  o estado a que se chegou no reino dos leões...



Enfim, a polémica vida interna do glorioso clube de Stromp e de Peyroteo merece um estudo aprofundado. Há tempos o professor _Barroso (na foto) definiu magistralmente o problema que afeta o actual presidente: «Burnout».

De facto só quem tem conhecimentos na área pode compreender os desmandos e as tresloucadas posturas deste insigne cidadão. Ele já não está no seu estado normal, dirão alguns que se "passou". Outros dirão que é um psicopata, um mitómano, um louco.
Sejamos honestos. O aproximar do final da  temporada coloca os presidentes e os treinadores sempre no fio da navalha. É como a época de exames para os estudantes. Quando o sucesso não é a meta atingida, então começa a caça ao "bode expiatório".
Aqui começa um calvário. O treinador, pago a peso de ouro e sem resultados palpáveis (apesar de várias manobras de bastidores que tresandam a atropelo à verdade desportiva...) começa a sacudir a água do capote. Por vezes são os jogadores os "bodes". Desta vez o "bode" foi o presidente. 
E porquê? Porque mandava "bocas" e comentários agressivos, no facebook, além de molestar a intimidade dos atletas com mensagens de igual teor perturbando a tranquilidade e o repouso deles nas horas de descanso. O trabalhador não pode estar ao serviço da entidade patronal nesse repouso...
O que fez o alegado "bode expiatório"? Com medo de ser chamado à responsabilidade pelo insucesso toca de lançar a água do seu capote para cima do treinador e dos jogadores. O doping financeiro não surtiu efeito. O teor dos  sucessivos /puxões de orelhas mediáticos também não. O efeito de boomerang surgiu com aquela  atitude dos jogadores após o jogo de Madrid.

Aqui o stress falou mais alto. O estado de  "burnout" atingiu também os atletas. Fartos de agressividade do seu presidente uniram-se e despejaram nele todo o ódio recalcado e acumulado ao longo da época. Casa onde não há troféus (vulgo pão) todos ralham e todos são réus...

Precisam de títulos como o drogado precisa de droga. Precisam de vitórias para alimentar a autoestima deles e dos sócios que também estão em "burnout". Os troféus funcionam aqui como sedativos, cautérios, narcóticos... Sem eles vive-se o estado de carência, e isso causa espasmos e convulsões...
Enfim, a depressão e o caos psíquico podem gerar violência. Vimos isso no caso "Mea Culpa" em que um empresário da noite, enciumado por causa do êxito de um rival,  mandou "apertar com as gajas" e os executantes excederam-se e provocaram tragédia.
A "síndrome de Alcochete" tem algo de similar com a tragédia do Mea Culpa. Mandar apertar com os gajos  foi interpretado  (e executado) de forma excessiva. Foram longe demais. Depois, o alegado "mandante" (que ainda não se conhece mas toda a gente "adivinha" face ao teor de alguns episódios descritos nas cartas de rescisão de dois atletas:  Rui Patrício e  Podence), só se queixou  da demora na chegada ao local  das autoridades, não pediu responsabilidades aos responsáveis pela segurança do recinto, nem aos próprios executantes ... Estranho e revelador...
Voar sobre este ninho de leões exige conhecimentos no ramo. Daí que o professor Eduardo Barroso, com a sua influência, o seu carisma pedagógico e o seu savoire faire deveria ser colocado no pedestal  que o Sporting Clube de Portugal merece. A sua atividade profissional ficaria em segundo plano pois este "doente" é prioritário. Um doente a ficar quase em estado terminal...
Assim pensa quem já analisou este paraíso de testas-de-ferro, de psicopatas ambiciosos e enraivecidos que usam todos os meios para se guindarem a pedestais para os quais não têm um resquício de formação.

j Leite de Sá
especialista em psicologia de massas...

REQUIEM PELA VERDADE DESPORTIVA



Já morreu a Verdade Desportiva
Ela foi estrangulada pela Ganância
Essa vilã do reino da abundância
Essa megera vil e tão furtiva.

Compra tudo!, até as consciências!
E nunca olha a meios, é  venal,
Honrarias, lentilhas, vil metal, 
Quer fins, não quer saber de transparência.

A Ganância quer tudo tutelar
Controla marionetas serviçais
Que sabem usar lanças e punhais!

A Ganância tem asas p'ra voar
Mas, princípios não sabe respeitar
É a ambição, em doses bem letais!

J. Leite de Sá
2-06-2018