rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, outubro 30, 2008

Um cirurgião na banca!


«Antes que o mal alastrasse limitei-lhe a extraír uns quistos. É medicina preventiva, tão somente!»
Quando tanto se fala em ausência de supervisão, em falta de autocontrolo, eis um exemplo paradigmático do que deve ser uma gestão sã e prudente. Miguel Cadilhe, no BPN, mandou executar uma auditoria externa e descobriu alguns sintomas de insanidade. De imediato, sem esperar que lá fosse a PJ ou o Banco de Portugal, fez ele a erradicação do mal, a fim de não alastrar, de não criar metásteses galopantes.
Tiro-lhe o meu chapéu! Por que é que outros, noutras circunstâncias, não o fizeram? Porque certamente tinham telhados de vidro, tinham rabos de palha e não eram exemplos a seguir nem tinham moral para o fazer!
Miguel Cadilhe, a alma sã de um corpo (banco) são!
Nota Posterior: foi hoje (2.11.2008) anunciada nacionalização deste banco para salvaguardar e garantir os direitos de todos os que nele confiaram. Afinal não era tão são como parecia. O que Cadilhe fez foi uma pequena cirurgia, agora o Estado fez uma grande cirurgia com anestesia geral! Oxalá a terapêutica anunciada tenha êxito!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home