rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, outubro 17, 2008

Camões, o portador de soluções!


Neste país temos de tudo: um, é o «portador de alegrias», a outra, «portadora de hematomas», a Sócrates já lhe chamam o «portador do Magalhães», agora encontrei o Camões, o «portador de soluções»!
Eu conto:
Fui a Vila Nova da Barquinha passear. Depois, ao passar em Constância, encontrei um velho bem trajado, mas com um sinal inconfundível: a persiana do olho direito sempre corrida!
Era ele, o Vate, o Épico, o imortal Camões!
Ali, incógnito e disfarçado de vendedor de cautelas, parecia alheio a tudo. Perguntei-lhe sem tibiezas:
__Não é por acaso o Camões?
__Claro que sou, ando em viagem de turismo, mas, por favor, não me identifique senão vou ter que aguentar mil e uma homenagens e sabe como é... o meu fígado já não é o que era!...
Garanti o sigilo e lá o convidei para um café. Lá fomos, em amena cavaqueira, trocar impressões sobre a actualidade e ...a antiguidade.
__Olhe meu caro rouxinol, sobre o passado não quero falar. Fui tão mal agradecido em vida que nem sei que lhe diga. Talvez Portugal sinta remorsos da forma como me tratou e agora trate de compensar esse ostracismo com a imposição do meu nome em ruas, ruelas, bibliotecas, escolas, jardins de infância, sei lá, se calhar até já há bordéis com o meu nome!...
Sorrimos e demos uma gargalhada saudável. Esta dos bordéis foi mesmo «à Camões»!
Eu interroguei-o mais a sério:
__Sabia que há cá uma expressão muito vulgarizada que é esta:«Vai fazer queixa ao Camões!», quando se recorreu a todas as entidades e não se encontrou solução?
__Claro que sabia! a gente lá no céu vê tudo e conhece todos os anseios das populações. Foi para dar resposta a esses pedidos/apelos que aqui estou! Sei que sou considerado pelos portugueses uma espécie de «Provedor Celestial», mas estou atento e darei despacho aos pedidos na medida do possível, é claro...
E, perante o meu silêncio de estupefacção, foi prosseguindo:
__ Sabes rouxinol, eu tenho uma perspectiva de cúpula da sociedade portuguesa, sempre me debrucei sobre toda a problemática lusíada e só ansiava o momento de pôr em prática o capital de conhecimentos que fui adquirindo...
__O que me tem a dizer sobre o «projecto Magalhães», isto de distribuír computadores aos alunos das escolas, há quem critique...
__Eu acho maravilhoso essas criancinhas terem acesso ao computador que homenageia esse grande navegador que fez a primeira circum-navegação, o Fernão de Magalhães. O homem ao caminhar para a perfeição (procurando atingir o patamar divino) terá sempre a informática a seu lado. Deus, esse «Big Brother» do Universo, é ele próprio o sistema de video- vigilância mais avançado! é óbvio que a informática tem coisas boas e más também. É o problema do livre arbítrio que nos levaria a discussões intermináveis...
Mudei de assunto, na expectativa de colher ensinamentos perante esta oportunidade tão óbvia:
__O que acha desta crise mundial?!
__Eu posso dar um contributo para a solução da crise, foi para isso que cá vim! Lá no céu partilhámos muita informação. Sabemos até que foi processado na Madeira um deputado por ter dito que lá existia um «paraíso criminal» por causa dos off-shores e da possibilidade de lavagens de dinheiros sujos. É esse o cerne da questão! a nível mundial isto pode tornar-se um «paraíso criminal», ou seja um inferno para as pessoas de bem...
__Terrorismo em perspectiva?!
__ Sim, sim, sem dúvidas. Os branqueamentos de capitais, as evasões fiscais e toda uma gama de situações pouco transparentes são a antecâmara de um autêntico terrorismo financeiro. Mas há que pensar e agir globalmente, senão perde-se eficácia. Todos os países do mundo terão que acabar com isto senão a economia mundial pode ir ao descalabro total.Até lá asssistir-se-á ao estilo «montanha russa» com sobe-e-desce permanente procurando criar medo, instabilidade, o caos.
__Então há que erradicar de vez os off-shores?
__É o pecado original de tudo isto, ninguém duvide. A fome no mundo é assustadora. Morrem diariamente à fome mais de 25.000 seres humanos. A desumanidade é flagrante. Há uma minoria que detém o poder económico-financeiro nas suas mãos criando todo este caos, esta desumanidade inqualificável. Há que pôr travão a isto. É preciso transparência total, controlo sobre os mecanismos que estão na génese de todo este descalabro. Lá no céu já chegaram os ecos do teu HUMANISMO GLOBAL. É o caminho do futuro, a longo prazo. Até lá, continuarás a ser apodado de utópico, irrealista, revolucionário e outros anátemas propalados pelos defensores do actual status quo: os vampiros da religião, da política e da economia. Esses, só de ouvirem falar em mudança, já tremem, têm suores frios. O mundo pertence-lhes neste momento. Este neoliberalismo selvagem tudo devora na sua passagem como um incêndio global, um tsunami de proporções globais... Há que lhe pôr cobro. Tu sabes o caminho, mas os meios só os terás quando houver uma consciencialização global. Quando houver coragem política para trilhar o rumo da HUMANIZAÇÃO GLOBAL!

Agradeci o apoio, vindo de quem vem, é sempre de enaltecer. É bom que o passado esteja com o presente para a construção de um futuro melhor!

Enfim, Camões com uma nova vertente, ou talvez ele mesmo, em plenitude. Camões foi o homem integral, o génio da palavra, o esteta da língua mas também o filósofo e o artista. Vertia para a forma poética todo o seu cabedal cultural.
Pedi-lhe um poema novo e actual. Ele replicou:
__Novo e actual é este que já escrevi há 500 anos:
Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E, para mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
O bem tão mal ordenado,
Fui mau, mas fui castigado,
Assim que, só para mim,
Anda o mundo concertado!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home