rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, outubro 13, 2008

A DENÚNCIA PERTINENTE!

Conheci um pároco, muito reverente ao poder político, que cada vez que alguém denunciava um abuso no poder local, ficava muito amargurado e acusava os denunciantes de «pecadores»!
maledicência, dizia ele, repetindo a cassete que o próprio presidente usava em profusão para se defender das denúncias certeiras da oposição... Com esta postura conseguiu ser colocado numa paróquia muito importante: consta que está na calha para ser bispo...

Mas agora temos um bispo a ser maledicente, a ter a coragem da denúncia, a abrir uma nova postura mais pedagógica, mais cristã, chamando os bois pelo nome!

Quando o mundo atravessa uma crise medonha, fruto de abusos sem conta cobertos pelo manto diáfano e sacrossanto do mercado,
D. António Marto, com a coragem que define os espíritos livres e libertos, aponta o dedo a algumas feridas, dá terapias, enfim, mostra-se um economista de craveira, uns côvados acima desse paroquial líder de Gaia que fazia tudo para agradar aos mecenas, privatizando, privatizando, até à exaustão total do Estado...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home