rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, outubro 08, 2008

Habemus preservativo!...



Imbuído da coragem que me transmite o Espirito Santo (que com tanta fé me foi ministrado pelo falecido D. Francisco Maria da Silva, que agora no céu caminha, firme e hirto), devo declarar que sou contra a violência. Por isso condeno as agressões de que sois alvo, seja onde for. Mas também repudio as agressões que, sem o saberdes, vós praticais.
Todos chamam violento ao rio caudaloso que transborda no inverno, impetuoso e iracundo, mas não chamam violentas às margens que o comprimem, que o violentam também!...
Sim, sou também contra a violências das «margens»: neste caso concreto Vossa Eminência Reverendíssima!...
Ora, quando a sida devasta o planeta, qual incêndio pavoroso, flagelo descomunal, vós, em vez de contribuirdes para o seu apagamento, ainda lançais gasolina na fogueira?! Não tendes medo de serdes chamado ao TPI por apoio moral a um «genocídio»?! Vós desobedeceis às doutas e sábias directrizes da O.M.S., que aconselha a divulgação do preservativo como factor inibidor de doenças e até da expansão demográfica galopante! Onde pára o bom senso, a prudência doutrinal, o desígnio da racionalidade? O homem não pode deixar-se escravizar ao instinto procriador!
Dizem que o Divino Mestre disse «Crescei e multiplicai-vos!», não consta que tivesse dito também «eu multiplicarei os recursos para fazer face à expansão demográfica!»...
Ora, a fome é também um flagelo imenso que devasta a humanidade. A sexualidade descontrolada, o procriar por procriar, vede no que está a dar?! Por que não preservar a espécie humana desta barbárie, deste descontrolo procriador, desta incontinência procriativa? Achais bem?! Parir, parir e mais parir, sem que haja condições propícias a um desenvolvimento sadio e minimamente aceitável dessas criaturas?!
Achais bem mandar para o mundo seres indefesos, incapazes de sobreviver no contexto actual, seres que serão alvo desse incêndio pavoroso, dantesco, que se chama Darfur?! E outros que por esse mundo fora vão emergindo cada vez mais?!
Metei a mão na consciência augusto líder dos servos da vinha. Vede o que diz D. Manuel Martins, o decano bispo resignatário de Setúbal, na sua douta e sábia doutrina. Ele proclama a bondade do preservativo e justifica-o em plenitude. Será que não ouvis as vozes dos servos da vinha, os mais experientes, os mais responsáveis, os mais doutos?
Metei as mãos na consciência e apressai-vos a lavá-las! elas devem vir carregadas de sangue inocente!
Perdoai-me se me excedi, mas o Espírito Santo assim me obriga a falar!
O Espírtio Santo é quem mais ordena!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home