rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, agosto 30, 2008

Parábola do Ferrari e do Fiat 600




Ferrari_ Eu sim, sou o orgulho da Nação. Tu não passas de um pé rapado, um meia-leca.
FIAT 600 __ Tu és um megalómano, um vaidoso, um gastador inveterado. Mas gastas o que é teu e o que que é da grande maioria do povo, por isso o teu regabofe tem um reflexo: as derrapagens pronunciadas, os défices galopantes...
Ferrari _ Eu dou nas vistas, sou muito vistoso, todos param para me apreciar. Tu... és um zé ninguém. Ninguém te liga quando passas...
FIAT 600 __ Sabes ó seu «napoleão de hospício», eu sou a base desta pirâmide chamada povo, um povo sacrificado que gasta pouco, tem o consumo mínimo, sofre privações e precariedades para que tu e uma minoria como tu esbanjem à tripa forra, sejam a causa-mor do despesismo. Tu és a «elite», a «cupulite» a «baronite», enfim para ser franco, a «merdite» que vai destruindo Portugal!
Ferrari __ Eu sou ouvido, faço ruído, tu és o silêncio mais triste...
FIAT 600 __ Achas o ruído uma virtude? A poluição sonora no mais elevado expoente é o que és, seu palerma vaidoso e tonitroante! És um imbecil convencido que por arrotares postas de pescada já intimidas os economicamente débeis, os que cultivam a modéstia como imagem de marca. Tu és o bólide, o espantalho das estradas, tens a mania que por fazeres muito barulho é que mandas, mas fartas-te de levar na cornadura e encostas logo às boxes... Tens o desprezo da grande maioria dos utentes das estradas, não julgues que é inveja, isso é o que tu dizes, mas tu és como aquele de quem dizia um grande escritor: «quantos pobres (Fiats 600) será preciso criar para fazer nascer um ricaço (Ferrari)»? Sim, tu tens o efeito eucalipto, tu chupas tudo o que está à tua volta para poderes sobressaír, tu és a causa da miséria que por aí pulula, tu és um predador social, um delapidador do erário publico, um despesista inveterado. Tem vergonha na cara e fica na garagem quietinho pois o teu ruído é nojento, poluidor, a tua prosápia é de uma pobreza de espírito confrangedora. Tem tento na língua seu caga-milhões de pacotilha!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home