rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, agosto 24, 2008

A Madeira à conquista do contenente!


«Meu filho, quando fores grande não te deixes montar por este animal feroz! Ele não dignifica a classe dos proboscídeos! que continue a montar os humanos e nos deixe em paz!»


Telefonei para a Quinta da Vigia, à procura de emprego. Procurei chegar à fala com o Dr Jardim mas foi quase impossível. Usei um estratagema. Disse que era um representante do PSF (Partido Social Federalista) e queria ofertar uma sede para o partido. Remédio santo.
__Então meu caro, o senhor está disponível para apoiar o PSF?!
_-Totalmente! De corpo e alma. Não só arranjo uma sede condigna como me prontifico a ser mandatário.
__A coisa está a ficar preta, meu caro__ respondeu o caudilho madeirense com um certo desencanto. __Andam para aí a dizer mal de mim, que eu chamo cubanos aos continentais, que ninguém gosta de mim, enfim aquelas balelas que a gente conhece, os invejosos do costume...
__Mas invejosos haverá sempre__ retruquei eu para acalmar o homem do leme.__Quanto maior é a árvore, maior a sombra que produz. V. Excelência é uma araucária de grande porte, uma árvore frondosa na área cultural, política, intelectual. Vê-se em todo o universo!...
__Sim, meu caro amigo, agradeço os seus elogios. Mas tenho que reconhecer que há alguém apostado em desacreditar-me...
__Mas quem?!
_-Olhe, um tal Rouxinol de Bernardim, um palermóide qualquer lá do norte do contenente, tem -me feito a vida negra...
__É a tal «sombra» de que falou à pouco. As sombras existem sempre, são o reflexo das árvores, quanto maior é a copa...
_O tipo é levado da breca, tenho que reconhecer que às vezes ele até tem razão. Eu quando estou sóbrio leio aquilo que ele escreve e também sorrio. Tem piada a gente ver as cenas que faz quando está eufórico, com a poncha a dilatar o ego até aos limites do caricato...
__Não desmoralize. Avance com o PSF e tudo passará. Será o maior partido nacional e o senhor o maior líder.
__Já desisti. Os meus conselheiros fizeram uma sondagem lá no contenente e nem lhe digo... estou pior que o chapéu de um pobre...
__Tenho uma ideia. Por que não um nome diferente, mais apelativo, misturando a ecologia com uma carga anti-sistema.
__Não é mau de todo, não senhor. Ecologia está na moda, ser contra o «Sistema» é coisa que tem sempre um efeito positivo. Ninguém sabe o que é o «sistema» e pensa que ser anti-sistema é ser regenerador, purificador, corrector de assimetrias, enfim, uma panaceia univerasal capaz de curar todos os males...
_Vamos a isso meu caro?!
__Nessa alinho. Você será o mentor, o padrinho do novo partido. Que nome sugere? Uma coisa apelativa, que dê para crescer muito, aumentar rapidamente... que capte a atenção das senhoras, que seja abrangente e interclassista...
Meditei um pouco a tirei-lhe com esta:
__Que tal este nome: Partido Ecologista Não Inserido no Sistema»!(1)
__Excelente. Vou agarrá-lo com ambas as mãos! é capaz de crescer, crescer até... à explosão eleitoral!...
(1) Partido Ecologista Não Inserido no Sistema (P.E.N.I.S.)
Nota final: Isto é ficção pura. Nada tem a ver com a realidade palpável.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home