rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, agosto 27, 2008

Ensaio sobre a Infalibilidade!...




Toninho, em verdade te digo
Em nome da nossa amizade
Esta mulher é o teu castigo
Diz-mo a Infalibilidade...


Cuidado com as confidências
Pois, do que eu ela sabe mais...
Contra todas as evidências
Teus segredos serão punhais...


Cuidado com a passarinha
É manhosa como a Rola
Queres fazer uma apostinha?
Só te quer ver ... é na gaiola!...


O que te digo é um segredo
És homólogo, reconheço...
Dar um peido... é de ter medo!
Pode usá-lo... como arremesso!


Sou Infalível, podes crer,
Saramago tem sucessor...
Esta mulher, Nobel vai ser,
Digo-to eu, da Igreja o pastor!


E tu, padre Jorge, eu sei bem,
Não tens culpas no cartório;
Não me tragas cá mais ninguém
Antes de fazer... o casório!

Nota final: O termo «Toninho» causou certa perplexidade pois não encaixava no puzzle. Um jornalista interrogou a sacra criatura e obteve esta resposta:

__Enganei-me! sou humano e errare humanum est! Ainda não atingi o patamar de infalibilidade do vosso Cavaco Silva! Esse sim, é mesmo infalível, nunca se engana!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home