quinta-feira, julho 02, 2009

Preso na gaiola! Amarrado ao pelourinho do poder!...

Exige-se transparência
Por isso é que estou assim
Sou pobre, já na indigência
Peço-vos: votai em mim!


S. João libertai-me deste pesadelo interminável! o poder é uma canga!
O poder não me consola
Não posso mais suportar
Sinto-me numa gaiola
Impedido de voar!
Amarrado a um pelourinho
Sinto a angústa... de mandar...
Do poder já estou fartinho
Não quero mais o lugar!
Aqui só e agrilhoado
Não é leme, é jugo, é canga!
Já me sinto atraiçoado
Por esta tropa fandanga!...
Ó S. João libertai-me
Mártir... «em nome da rosa»
Do vil poder apeai-me
Esta vida é odiosa!!!
Nota Final: O povo bate palmas, frenético, sente a música e vibra com emoção... o povo libertador!

2 comentários:

Manuel CD Figueiredo disse...

Gosto do S.João, padroeiro da juventude e dos namorados.
Estou em crer que ele é um tanto ou quanto malandreco, e isso me alegra.
Neste caso, penso que faz, de propósito, ouvidos de mercador às "preces" dos "abnegados".
Deixe-os sofrer, S.João!

rouxinol de Bernardim disse...

O S. João (e S. Pedro) são muito bons. Só me interrogo é por que é que ainda não foram condecorados pelos edis nesta conjuntura pré-eleitoral?!

Será que não têm paróquias atribuídas e não fazem discursos laudatórios?! Ai, se eles fossem «comissários políticos» outro galo cantaria...

Se assim é, é de uma falta de respeito muito grande!