rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, julho 21, 2009

O charme discreto do SISTEMA...


Salazar:A minha filosofia perpetua-se no tempo e no espaço: fatalismo, resignação, obediência cega, imobilismo... É isso, é a razão de ser dos dinossauros...
Cavaco Silva: Não tinha pensado bem nisso, mas é lógico!
A injustiça campeia
Sinto, é só respirar;
Mas tenho cá uma ideia
Que é máquina a desmontar...
Tem alicerces profundos
Vai gerando iniquidades
Alguns, no melhor dos mundos
Outros, só necessidades...
Há quem lhes chame «SISTEMA»
Que é lusa fatalidade
Ingenuidade suprema
Pacóvia boçalidade!
Resignação, fatalismo,
O manter a exploração
Fomentar imobilismo
É a voz da «Situação»!...
Era assim no antigamente
Mudar!, era atrevimento!
Domesticar toda a gente
Do poder, era o intento!!!

Marcadores: ,

4 Comments:

Blogger Osvaldo said...

Caro Rouxinol;

Pensei que o Sistema era só no futebol, mas se já chegou ao Governo, o país está pior que o que pensava...

Mas com os espanhóis já tão perto, só o D. Nuno e outra Padeira poderão dar jeito no que resta.

Um abraço,
Osvaldo

6:59 AM  
Blogger AFRICA EM POESIA said...

Gostei do que vi e li...
Tenho um selo para si...

Presença ausente

Estou aqui sentada
Lápis entre os dedos.
Um copo de martini ao pé de mim
Bebo um golo e deixo-me pensar…

O lápis corre vagarosamente o papel
O meu pensamento voa…
Como sempre – olho o universo…
Mas não consigo deixar de pensar em ti…

Queria ter-te aqui…queria estar contigo.
E saborearmos o ar livre…
Vagarosamente ponho o copo nos lábios…
Bebo o martini como um ritual… e continuo a sonhar…


Lili Laranjo

9:47 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

olá Osvaldo.

Não me refiro só ao governo. Empresas públicas, autarquias, escolas, universidades, hospitais... há tanto locais onde a perpetuação no cargo é feita à custa do servilismo, da passividade, do fatalismo de ser português.

Há que erradicar este «FADO» cuja música nos leva ao abismo!!!s

7:21 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

África em poesia:

Bem-vinda a este humilde cantinho...

Quanto a «selos» suponho que é o primeiro... mas acho que já abundam por aí fora... em todo o caso obrigado pelo miminho...

7:23 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home