quarta-feira, abril 30, 2008

Ó Senhor da Divina Luz!!!



«Ó rouxinol, águia assim não encontrarei de certeza. Só vejo águias mercenárias. A comer lagosta e tornedó





Senhor da Divina Luz

És sol, és Cheio de Graça,

Acabai com essa cruz...

Comprai uma águia com Raça!



Que coma víboras, ratos,

Que devore até leão!

Que coma polvos e patos,

Que coma até... um dragão!



Águia selvagem, real,

Mas que tenha coração

Que não vergue ao vil metal,

Uma Águia-Lampião!!!



Se, depois de procurar,

À luz da lua ou do sol,

Águia assim não encontrar,

Ponde lá... um rouxinol!

Nenhum comentário: