rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, abril 08, 2008

Questão de «talento»...




Quando o «talento» é grande todo o cuidado é pouco...
Tinha talento às carradas
E mostrava-o sem pudores
Par de bóias, mui gabadas,
Que grandes flutuadores...
Aquilo era de arrasar
Silicone comprimido
Um par que não tinha par...
A abarrotar o vestido!
Lácteo talento mamário
Cobiçado ou invejado
Conforme o destinatário
Talento glorificado!
O cirurgião mostrava
A obra-prima aos clientes
Toda a mulher ansiava
Ter igual par de pendentes!...
«Aquele par é um perigo!»
Dizia o «amante», creio...
«Sinceramente vos digo
Ter par... na testa receio!»

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home