rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, abril 21, 2008

Liberdade condicionada?


A prepotência e o arbítrio mostrando-se sem vergonha!



A Madeira é um jardim rodeado por Neptuno onde Vénus dar um ar da sua graça. Mas nem tudo são rosas. Há espinhos e bem dolorosas. Houve uma ameaça de «bomba» a quem usasse determinados termos. Houve censura prévia? A liberdade é um conceito muito relativo.
Em tempos alguém disse: «Ele que não venha à Madeira dizer o que disse nos Açores!»

Isto, em tom colérico, ameaçador, intimidatório. Será que teve efeitos práticos?

A verdade, nua e crua, é que alguns dirigentes nacionais, aparentemente imunes a pressões, quando lá chegam, vergam, usam reservas mentais, usam linguagem tíbia, de vassalo-para-senhor, ficam-se pelos sorrisos e pelos salamleques. O continente «de cócoras» perante a ilha?
Estou em crer que talvez seja ilusão de ótica. O REI NÃO VAI NU!

Mas às vezes parece!... será mesmo ilusão de óptica?

Ai frontalidade, frontalidade, onde andas tu?

Será mesmo que houve condicionamentos?


Confirme aqui.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home