rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, maio 19, 2008

O que faz correr Menezes?

«Não, não assim assim tão mau como isso! tu, rouxinol é que és um miserável deturpador!»

O Prof Marcelo Rebelo de Sousa vem dizer que Menezes agora ataca a Dra Manuela Ferreira Leite porque acha que ela vai vencer e é isso que o faz criticá-la. Talvez não seja só isso.

Menezes disse que iria manter-se neutral. Mas agora, ao ver o peso que vai ganhando a candidatura de Manuela Ferreira Leite, assustou-se e... deu o dito por não dito. Começou a tomar partido, quer ser patrono de alguém mas está indeciso se entre o demasiado verde e o demasiado maduro...

Vai daí toca a atacar a pobre senhora, que, pé ante pé, lá vai levando a água ao seu moinho. Ela sabe que não é perfeita (ninguém o é...) mas, é o mal menor, a aposta mais saudável, o risco mais digno de ser corrido na hora presente. Sabem os PSD's mais lúcidos e aqueles que (como é o meu caso) fora das estruturas partidárias, querem o melhor para o país, para a democracia e para o progresso a todos os níveis.

O Dr Menezes tem uma linguajar fácil, erudito, insinuante. Mas só convence uma minoria menos atenta. Ele entra em contradições flagrantes e posturas por ele assumidas hoje, amanhã são completamente postas de lado. Reconheço que o mal não é só dele, há situações que justificam mudanças de comportamento: se o vento muda, há que mudar o rumo para que a rota seja cumprida...

Contudo, este súbito e inflamado ataque à Dra Ferreira Leite é um prenúncio de mudança de mentalidades no interior do maior partido da oposição. Ela, com serenidade e sem hiperdramatismos (tão ao gosto de caudilho de Gaia) vai singrando rumo a porto seguro. Ele, na iminência de ser relegado para plano subalterno, tenta «nadar nas areias movediças»...

Enfim, o Dr Menezes sabe que com ela perderá muito mais do que com qualquer dos outros...
Só não sabe o quanto. Mas, quem singrou no partido à custa de métodos pouco elegantes, mais fruto de «padrinhos» de ocasião e de beneplácitos pouco transparentes , sabe que isso tem custos. E bem grandes, por vezes. Era melhor seguir aquele conselho do Rei de Espanha:«Porque não te calas, Luís!»

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home