rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, maio 18, 2008

A Inauguração do «bunker»...


«No dia da inauguração do «bunker» eu não quero lá ver judeus! Eles votaram contra, eles puseram-se à margem, eles são escória, escumalha, «racaille»! Já dei ordens às SS, para, se algum tiver a lata de por lá aparecer, para colher protagonismo à custa da nossa obra, que seja de imediato preso e levado para os campos de extermínio!
Eu sou o poder, a força, a lei! Ai daqueles que ousarem enfrentar a minha vontade, serão levados para locais onde o trabalho libertador os fará compreender a grandeza incomensurável da minha obra. Obra pioneira, vanguardista, sem paralelo nos anais! O ministério da propaganda saberá o quão importante é para mim este objectivo, esta meta grandiloquente. Que todos se reduzam à sua insignificância, e de braço erguido, saibam olhar o sol da magnificência, bem de frente, para que a posteridade veja o vosso papel cúmplice e solidário nesta epopeia!»

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home