rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, março 04, 2009

Certa justiça...anda por aí!


Rouxinol de Bernardim, olha que certa justiça é forte com os fracos...
__Meu caro rouxinol, a justiça terrena é assim, não a divina. Quem sabe se ainda não irás para os altares, ainda que demore algum tempo, como aconteceu com o Santo Condestável?...

__Senhor cardeal patriarca, desde já manifesto a minha não disponibilidade para subir ao dito. Se já fui ao céu (pode ler em post anterior...) para mim isso de subir ao altar não me seduz!

Há que reconhecer que há juizes integros e honestos tal como os há também habilidosos, flexíveis, polutos...

É da natureza humana. Não se pode generalizar. Há que ser realista. A moral e o direito nem sempre caminham a par. A ética por vezes faz greve. Há juizes que ainda jogam no euromilhões. Outros, já não precisam...

CERTA JUSTIÇA ESQUIZOFRÉNICA!

Na insana ambivalência (1)

Afã de satisfazer

Justiça concupiscência

Ajoelha-se ao poder!

Verga, capitula e cai...

Na lama-promiscuidade

Nas malhas do poder vai

Desvirtuando a verdade.

Lava as mãos e deixa andar

Faz vista grossa, bem sei,

Sua missão: branquear!

Interpreta a própria lei

Com sofismas de espantar

Não tem roque... nem tem rei!...

NOTA: «Ambivalência» - Tendência a sentir um fenómeno psicológico ao mesmo tempo sob dois aspectos contrários (v.g. amor e ódio...); esta terminologia é frequente no uso clínico e foi introduzida por E. Bleuler. Também Jung, Adler e Freud a utilizaram no que concerne à psicologia do inconsciente. Enfim, cada vez mais a política pode (e deve) ser olhada como fenómeno psicopatológico, tais os desvarios que se observam nalguns políticos... cujos nomes tenho bem focado neste modesto blog. Aqui, há dois sentimentos em confronto: o desejo de agradar a quem manda e o dever de cumprir escrupulosamente a lei, doa a quem doer...

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home