rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, outubro 09, 2007

O motor de uma traineira!...


Recentemente operado ao coração, Carlos do Carmo é talvez a estrela mais cintilante da ínclita constelação fadista. Oxalá recupere rapidamente e nos volte a encantar com a sua mestria.
Digno embaixador da alma lusa, paladino da lusofonia, é um dos pilares da causa fadista, património imaterial da humanidade.
Há cerca de duas décadas tive a honra de o receber e ainda guardo a memória da sua simplicidade, do seu fino trato e da nobreza de carácter. Não se punha no galarim, descia ao povo, cantava como só ele sabia, esse mesmo povo...
Ao Fadista da Liberdade, dedico estas singelas quadras, fazendo votos para que sejam estímulo para a recuperação.
Teu coração é motor
De uma já velha traineira
Mas trabalha com vigor
Não quebra assim à primeira!
E a traineira vai zarpando
No Tejo cor d'esperança
O temporal vai passando
Há-de surgir a bonança!
No cais lá vai atracando
Com gaivotas sempre à vista
Amigas a Deus rogando
Que... o motor sempre resista!
Gaivotas do Tejo são
Voz da solidariedade
Companheiras que te dão
A predilecta amizade...
Que o motor desta traineira
Trabalhe sempre bem forte
Que seja a rubra bandeira
Bandeira livre... e teu norte!
A traineira que é o Fado
Tem um motor sem idade
Carlos do Carmo é chamado
Fadista da Liberdade!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home