rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, outubro 21, 2007

Cantando a Pátria




A Pátria é um conglomerado de sentimentos que galvaniza gentes de todas as raças, de todos os credos, em qualquer canto do mundo!
Pode ser um sino gigante que repica e convoca para o combate colectivo ecoando em todo o universo...
PÁTRIA QUE EU CANTO
Da Pátria eu canto as gentes, seus encantos,
A lhaneza do trato, a fidalguia
Seus atletas, cantores, os seus santos
O sol brilhante, odor a maresia...
A Pátria é toda a gente, em todo o mundo
É a língua, a cultura, esta sageza
Este sentir a dor, lá bem no fundo
Do Fado... da guitarra portuguesa.
Cantar Portugal é também ouvir
Do povo este clamor, esta ansiedade,
Que pode ser a dor ou... o sorrir.
Tragédia nacional!, calamidade!,
Toque de unir fileiras, reunir,
Repica o sino-Pátria, é verdade!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home