rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, outubro 06, 2007

A NUDEZ FORTE DA VERDADE: Marian Jones, o mea culpa!




Marian Jones a super-atleta norte-americana veio a público manifestar a sua vergonha por se ter dopado e ter mentido à comissão de investigação que a inquiriu sobre o uso de substâncias proibidas! Por baixo do manto diáfano da glória tantas vezes a verdade nua e crua é a fraude, a mentira, a ocultação de factos, a sonegação de informações!
O DESPORTO E A POLÍTICA SÃO AMIÚDE UMA ESCOLA DE VÍCIOS E DE FRAUDES...
Finalmente mais um caso que envolvia suspeição e forte presunção de fraude foi desvendado: Marian Jones a mediática atleta norte-americana várias vezes medalhada nos jogos olímpicos, laureada e idolatrada por todo um povo sempre cioso da sua superioridade a todo o transe, veio a público revelar a verdade! Ingeria substâncias proibidas para vencer! Defraudava as expectativas, atentava contra a verdade desportiva!
Mais um a juntar-se a todo um rol de confissões em que tem sido pródigo o desporto. Ciclistas de todos os países têm vindo a declarar-se culpados. Análises cada vez mais sofisticadas patenteiam com exuberância que muitos super-atletas o eram (ou são) graças ao doping, graças à fraude...
Isto já era de há muito previsível! Então no ténis as suspeitas têm sido enormes. No próprio futebol, depois da célebre confissão de Diego Maradona que afirmou só ter sido apanhado no controlo depois de se ter desavindo com a máfia, pois sempre se dopara e nunca fora acusado de nada, mostrando um pénis artificial que usava para esconder a realidade (está num museu na Argentina...), tudo isto mostra`a saciedade que vivemos num mundo cheio de artificialismos onde a inverdade impera, a fraude faz lei, os maiores corruptos e maiores batoteiros são incensados até à exaustão, mas, lá bem no fundo, sabem quão hipócrita é essa glória, esse afã mediático de ostentar vitórias...
Quem diz que isto sucede no desporto sabe bem que muito de similar se passa na esfera política. Todo o mundo viu aquela gigantesca fraude eleitoral no Iraque em que Saddam aparecia com quase cem por cento de votos. Toda a gente se apercebe que por detrás de muitas vitórias há tráficos de influências, mentiras e mais mentiras, manipulações de informação, compra de entidades que deveriam ser isentas e, em muitos casos, não o são!...
É triste verificar que quanto mais se proclama transparência, frontalidade, verdade, é cada vez mais frequente triunfar a mentira, a fraude, a corrupção de valores!
Quantos políticos há em Portugal que não passam de Marian Jones?!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home