rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, dezembro 01, 2008

Hino à «Obra do Século»

Camões escreveu«osLusíadas» para honrar a epopeia dos portugueses nomeadamente a descoberta do caminho marítimo para a Índia.

Há sempre uma obra literária a honrar um feito qualquer.

Embora de menor gabarito o parque subterrâneo da Av Mouzinho, na Póvoa, «Obra do Século»,
merece também um tributo. Modesto que seja, aqui vai uma homenagem e uma sugestão para o pleno aproveitamento da dita cuja.



Era um grande aparcamento
A tal «Solução Final»...
Às moscas neste momento
Refúgio de algum animal.



Pulmão da cidade deu
Só achas para a fogueira
Muito dinheiro ardeu
Na maldita buraqueira!


Há que animar a cidade
Não vamos chorar de pranto;
Como dar utilidade
A este «Elefante Branco»?!


Exposição de animais
Ou feira de antiguidades,
Ou trabalhos picturais
De jovens com qualidade...


Este espaço a não perder
Às moscas não deve estar
Talvez local de lazer
Ou pista pra patinar!


Mostra de filatelia
Ou quiçá de numismática
Uma sessão de magia
Ou... de hipnose uma aula prática!...



Os exemplos poderiam multiplicar-se
a aplicações tão diversas que deixo à consideração
dos «homens bons» desta linda terra a oportunidade
de corrigirem um «tiro que saíu pela culatra»...

2 Comments:

Blogger roscamoida said...

A obra fui um frete

Do amigo macedo vieira

É justo que o tratem

Como um grande (Topeira)

5:13 AM  
Blogger A. João Soares said...

Num País pobres, de escassos recursos, de todo o género, esbanjam-se milhões com futilidades mal pensadas, feitas por inspiração de noites mal dormidas daqueles que têm poder ou são empurrados por empreiteiros sem trabalho.
É por todo o País, da capital aos concelhos mais remotos.
Abraço
João

7:23 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home