rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, novembro 30, 2008

Sortilégio do mar-emigração

No mar-emigração também há ventos
Temporais, marés,também há sal,
São lágrimas vertidas no momento
Da saudade chorando Portugal.



No mar-emigração também há luz,
Também há sol, também raia o luar;
Quando há bonança, o mar também seduz
E o barco-amor também pode zarpar.



Na bruma da saudade, Portugal,
Imensidão de mar, com sal poesia
Reflecte bem a saga nacional.


Ó fonte inspiradora que nos cria
Agridoce ilusão, alto astral,
Ó mar-emigração universal.


Homenagem a todos os emigrantes que pelo Natal vêm matar saudades.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home