rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, novembro 19, 2008

O telefonema secreto!...




As mulheres, mesmo quando de diferentes lados da barricada política, são solidárias. Tantos anos de luta para a emancipação feminina, agora que conquistaram a alforria, que lutam ombro a ombro com os homens em todos os domínios, sabem aliar-se em momentos oportunos...
Este contacto telefónico é paradigmático...
MFL - Senhora ministra, quero manifestar-lhe a minha solidariedade perante estes atentados de mau gosto e tão deselegantes que está a sofrer...
MLR - Agradeço este apoio mas gostaria que fosse tornado público. Assim, poderei contar com a sua solidariedade militante? Militantismo feminino, como é óbvio...
MFL - Tenho o dever de reserva, como diz Cavaco. Tenho de usar discrição senão sou acusada de «traidora» lá no partido. Eles, os homens, de tão traumatizados com a minha ascensão ao topo, andam mordidos de inveja e servem-se de todos os pretextos para me derrubarem...
MLR- Eu compreendo, se compreendo. Você tem aquela «lombriga» de Gaia que passa a vida a elogiar o ministro da economia e as obras que nos propomos efectuar, só para a criticar, só para enfraquecer a sua delicada posição. Tem que ter muito cuidado de facto...
MFL- Eu compreendo-a minha amiga. Você tem a «lombriga» Alegre, que vive à custa do partido-hospedeiro, mas sempre a vergastá-lo, sempre a morder a mão de quem lhe dá o pão, sempre a reboque dos maledicentes ... Temos que ter cuidado com estes «troca-tintas» que nos fazem a vida negra. Dizem gostar de mulheres, fazem jantaradas só com mulheres, mas quando as vêem no topo, passando por cima deles, soltam aqueles latidos furiosos onde impera a inveja e o ressabiamento mais desbragado...
MLR_ Como vê, estamos do mesmo lado da barricada feminina. Embora em partidos diferentes temos que lutar contra o «apartheid» que subrepticiamente ainda impera nestas mentes marialvistas impregnadas de um machismo doentio...mentes obnubiladas pelo ódio sexista mais retrógrado!
MFL_ Contra o machismo marchar, marchar!
MLR- E contra os troca-tintas pintar, pintar!!!
O pano cai, e as duas mulheres, com um balde de tinta e um pincel cada, lá vão escrevendo na parede: «MULHERES UNIDAS JAMAIS SERÃO VENCIDAS!»

2 Comments:

Blogger Dimas Maio said...

Caro Rouxinol:

Esta não lembraria ao diabo, a sua imaginação é muito superior !!!

6:46 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Não menospreze o diabo, meu caro! Veja o que ele está fazendo no BPN!!!

1:34 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home