rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, dezembro 11, 2008

O mal do mundo: a mama!

Nesta Ilha da Madeira
A mama é que está a dar
Isto é a «Mamadeira»...
Ninguém ouse duvidar!...
Lá vamos mamando e rindo
Mama cheia, ou torneira
P'rós meus amigos abrindo
Povo?! ... Sem eira nem beira!...
A mama só nos sacia
Se for forte e bem pujante
Isto é mamocracia
Regime bem fascinante!
Não vejo, mas sinto que o mundo inteiro precisa de acabar com esta mama gigante que dá de mamar a alguns e mata à fome a grande maioria dos habitantes deste planeta!





Para alguns o mundo é mama
Mas que grande «mamadeira»
A chupar... há vasta gama
Vão gamando... a vida inteira!...


A teta da banca está
A alimentar uns mamíferos
Porcos como eles não há
Animais muito prolíferos.


O Estado mama o imposto
Chupa da teta fiscal;
O Zé paga... a contra-gosto
Ou chupa... co'o tribunal!


Lei da oferta e da procura
Mamão, mama tem que ter!...
Olhai p'ra essa figura
Sempre agarrada ao poder!...


Mamar é grande «Paixão»
E todos os que a praticam
É tal a sofreguidão
Que até viciados ficam!...


Viciados no poder
Mama farta!, qual torneira!
A carteira sempre a encher
Mas que grande «mamadeira»...


O mal do mundo é a mama
Dar-se a uns, a outros não!
Mas agora com... Obama
Vai haver mama... à ração!...

3 Comments:

Blogger Paty said...

Oláa!!
Passando para retribuir e agradecer à visita. Realmente muito grata.

Que belo texto. E bem real. Infelizmente é o que o mundo está fazendo,"mamando", e não pretende parar.

Tenha um bom fim de semana.

9:37 AM  
Blogger Marieke said...

Quando dizes que és um aprendiz de poeta..não vale a falsa modéstia...a Poesia tem muitas faces..a tua é a da acutilância...precisão...cortante....exacta...mordaz...humorística...
mas é a que hoje precisamos de ler...porque a poesia romântica..triste...azeda e amargurada...faz mal..provoca Xanaxdependentes ..ehehehheheh
Um abraço
Marieke

11:42 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Perdão, serei aprendiz sempre, muito embora reconheça acutilância, talvez não seja tudo.
Mas ainda bem que aprecia... há quem diga mal...

3:38 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home