quarta-feira, dezembro 17, 2008

O CASTING!...

Estamos dispostas a uma avaliação credível, honesta, íntegra, e garantimos que não procuraremos actuar na horizontal... pois o candidato indigitado... é muito vertical!
Lisboa, nós garantimos, será mais garbosa, esbelta, airosa... connosco na tripulação da grande barca alfacinha!...
Como diria o outro, acima da social-democracia há a estetocracia!

4 comentários:

Andreia do Flautim disse...

O casting de quê?

rouxinol de Bernardim disse...

Minha cara:

A subtileza da «coisa» está aí!...

Dimas Maio disse...

Desta feita, não vai receber apenas uma gravata, o Herói! Com uma equipa assim, se farão as vestais, no templo de Apolo em que se converterá a grande Urbe !

rouxinol de Bernardim disse...

Meus Caros:

A Andreia talvez não tenha ido ao âmago, não por falta de inteligência, mas por ser ainda muito jovem.

O professor Dimas Maio, mais amadurecido, com grande acutilância nos escaninhos da memória, lá foi identificar Apolo, ele mesmo, o deus dos deuses...

É de mitologia que se fala aqui, de facto, com as vestais imaculadas, agora incumbidas de manter acesa a chama do Templo da Cigarra!

Estas vestais cobram-se caro! e o grande mal é que para pouco servem a não ser para cultivarem a imagem de Apolo, nos locais mais cor-de-rosa de Olissipo!