rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, julho 21, 2007

O "chico-espertismo" anda por aí!...


No Paraíso Terreal começou esta praga do "chico-espertismo"!!!
Prolifera na seara de Abril esta erva daninha que vai resistindo a todos os pesticidas, que continua a medrar no Terreiro do Paço, nas autarquias, nas universidades, nas escolas, nos hospitais, nos tribunais, etc.
É joio, mas, graças a um "esperto" mimetismo, gosta de se fazer passar por trigo são e escorreito!
Às vezes faz promessas mirabolantes, sabendo de antemão não ter recursos para as cumprir, mas fá-lo só para impressionar, bem sabendo que está a mentir aos outros e a si próprio, outras vezes faz Planos de Actividades tão excessivos que sabe não poder executá-los, pois não tem recursos financeiros para tal, mas, só para "inglês ver", só para exibir estulta megalomania, só para se dar ares e impressionar incautos, repete a façanha ano após ano...
O "chico-esperto" usa e abusa da vitimização para colher dividendos eleitorais. Quantas vezes se serve do erário público para usar os tribunais como chicote castigador de adversários que, na maior parte dos casos, se limitaram a cumprir com dignidade o seu papel fiscalizador, dando seguimento ao juramento eleitoral, cumprindo sem tergiversar a sua tarefa. Ter opinião, passa, para o "chico-esperto", a ser um grave delito de lesa-"majestade"!... Às vezes, essa opinião destina-se a defender o cidadão de custos que directa ou indirectamente o vão onerar e depauperar o já de si magro orçamento familiar...
Quantas vezes essa "chico-espertice" se manifesta em placa pomposa a anunciar a existência de uma ETAR( que, de facto, nunca existiu...), de umas piscinas (que, de facto, nem para as calendas...), de uma estrada (que nunca chegou a ver a luz do dia...).
Não raro o "chico-esperto" recorre a créditos bonificados que deveriam ser usados em investimentos de grande alcance social e os usa para fins especulativos...
Quantas vezes ele pede para o partido... e o espórtulo fica nalgum "apeadeiro", sem nunca almejar a "estação" final?!
Ele tem artimanhas e usa mecanismos de sedução bem ardilosos para captar ingénuos; quantas vezes não são os próprios tribunais, manipulados de forma ultra-"idiota" por maquiavelismos sofisticados urdidos em mentes mercenárias, a serem usados como "cassetetes", como "punhais" nas costas de adversários directos? Suprema vilania esta! Despesismo e burocratismo doentios!...
Ele é o grande empresário que usa todos os expedientes legais (ou ilegais...), se serve de manobras dilatórias para que o processo X prescreva; ele é o devedor ao fisco que arranja artimanhas para protelar "ad infinitum" as sua obrigações; ele é o estratagema das providências cautelares que é usado para prejudicar um concorrente, só por birra, só para causar danos gravosos.
O "chico-espertismo" atravessa a sociedade e existe em todos os patamares do tecido social.
Ele até pode ser o pároco, que, dizendo-se democrata-cristão, vota em sentido contrário, sabendo que, com este gesto __ que habilmente faz divulgar...__ lhe trará benesses de índole pessoal, familiar, paroquial também... e, quem sabe, poderá dar azo a uma citação no pasquim oficial do poder local, estilo "este não é nosso, mas... vota em nós!...", depois seguir-se-á uma cantilena do génro "segui o cherne!" E o "cherne" assim cultuado, lá vai, votando e rindo...
Enfim, o país inteiro está infestado desta praga. A seara de Abril não produz como seria desejável pois esta moléstia a ataca de forma persistente e bem danosa. Mas... será possível erradicá-la definitivamente?!
Creio bem que não. Creio que ela é intrínseca à espécie humana: começou logo em Eva, quando, no Paraíso Terreal, com o seu "chico-espertismo", foi entregar a maçã a Adão!...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home