rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, julho 04, 2007

O AFÃ corruptor...

Há tanto lobo a querer fazer-se passar por cordeiro, que até faz pena...
O AFÃ corruptor: a teia dos "vendidos ao sistema"...
Qual metástase que assume contornos cada vez mais arrevesados, que se intromete no tecido económico e na textura familiar por excelência, procurando tornar cúmplices todos os que directa ou indirectamente com ela interagem, ela é, de facto, a pandemia social mais vergonhosa dos dias que vão correndo...
Estando na génese de muitas injustiças sociais (de índole familiar, por vezes), ela cria monstros que, por vezes, também devora, considerando-os já descartáveis quando desnecessários (ou pouco importantes) para o seu processo expansionista.
Há que saber, definitivamente, quem está ao lado dela, ou, pelo contrário, está disposto a denunciá-la e combatê-la. Não é admissível (e há tantos assim) estar com um pé dentro do esquema e o outro, de fora, a verberá-lo publicamente. Esta duplicidade é criminosa e condenável a todos os títulos!
Al Capone, nos seus tempos áureos, era o protótipo deste espécime. Tanto fazia caridadezinha, como estava a mandar subornar e a mandar matar. De um maquiavelismo sádico e hipócrita gostava de se fazer passar por benemérito, de amigo dos órfãos e desamparados, de pio adorador de Deus e de todos os santos e santas, quando era de facto, um crápula do piorio... Enfim, essa caridadezinha era a esponja com que procurava limpar as outras nódoas : assaltos, roubos, assassinatos, subornos...
Quantos vemos ainda hoje dizendo-se vítimas de perseguições (às vezes auto-induzidas...) para legitimarem ataques hediondos, cobardes agressões, miseráveis atentados à integridade física, moral e cívica de cidadãos impolutos que, só por não pactuarem com o "sistema", são logo apodados de anti-sociais, alvos a abater ?! Usam um peçonhento "coitadinhismo" manhoso e canhestro para se arvorarem em vítimas, para poderem legitimar façanhas onde a loucura é usada como arma de arremesso e/ou como "escudo protector", se o caso der para o torto...
É vê-los a mendigarem a atenção de "padrinhos" com dedicatórias cheias de "alma e coração",
onde são colocadas no altar-mor todas as fibras do seu ser, prontas a serem imoladas no sacrifício ao seu "deus" do momento presente... "Servos da gleba", "cães perdidos sem coleira", "ratos do esgoto mais imundo"... Dentre esta fauna há de tudo: jornalistas (diria antes, reles plumitivos), escritores (diria mais especificamente, gangsters das letras...), professores( diria melhor, agentes de instrução, carregados de pulgas no cérebro...), e tudo bem "oleado" com o vil metal ou a promessa de uma sinecura qualquer!
Até famílias são usadas como arma de arremesso! Chega-se a pedir ao "pai" para não falar com o "filho X" enquanto ele não alinhar, enquanto não vergar ao esquema diabólico em que a família se deixou enredar. O dinheiro, o escarro de Midas, a tentar condicionar os íntegros, os impolutos, os que não vergam, não lambem o pó doirado! Retaliações e chantagens são feitas sem escrúpulos... Pessoas aparentemente de bem, são usadas como engodo, dando-lhes um prato de lentilhas para os domesticar: são "simpatias a captar", "sensibilidades a capturar", ou, pelo contrário, ódios de estimação a estimular...
O tecido social está impregnado desta doença até ao mais obscuro dos seus interstícios!...Basta olhar com olhos de ver, interrogar famílias e ouvir queixumes de pessoas lesadas por estas "máfias" de pacotilha, por estes Capones de trazer por casa!...
Quem quiser pôr o dedo na ferida, ou cauterizá-la mesmo, é logo apodado de "doente", de "capcioso", de ter "tentação mediática"... Os verdadeiros "doentes" ou mentores da própria doença, procuram gerar confusão nos espíritos, como se se tratasse de um ladrão a chamar carteirista ao polícia que o quer prender por flagrante delito!
O assalto ao poder dá nisto! E, quando o "osso está bem filado", o "cão raivoso" lança impropérios e se preciso for chama "danado" a quem quer apenas a terapia adequada!...
O AFÃ corruptor é tal que contagia entidades que à partida nada teriam a ver com o processoem si mesmo .E essa franja é a mais perigosa. Nem chega a aperceber-se do real papel desempenhado: ser fiel guardião do "status quo", guardador inconsciente de uma autêntica alcateia de lobos esfaimados e enraivecidos, de feras liberticidas, pensando tratar-se de cordeirinhos imaculados e dignos de protecção!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home