quarta-feira, junho 24, 2009

Renovação sinónimo de regeneração?

Oxalá que seja. É um facto que a política portuguesa tem demasiados dinossauros, enquistados no poder há anos, viciados em artimanhas, em artifícios malabares para se conseguirem perpetuar no poder. O país só tem perdido com isso. Vê-se pelos indicadores económicos, pelas estatísticas, pelos resultados financeiros nas autarquias, nos institutos públicos, nas regiões autónomas...

A Dra Ferreira Leite vem hoje no (clicar aqui) JN alertar para a necessidade de renovação. Aposta ganha com Paulo Rangel, sem dúvida uma aposta certeira pelos resultados obtidos, mas sobretudo pelo élan galvanizador que conseguiu fazer vingar, e pela postura sadia, desenvolta e desempoeirada com que enfrentou a classe política instalada.

O país precisa de uma regeneração completa. Era bom que todos os partidos fizessem autocrítica e soubessem dar valor a essa mudança, esse novo ar puro que se impõe.

A dinossaurocracia já exala um odor a mofo que incomoda. O país precisa de novos ventos, novas aragens para que novos paradigmas possam suceder a este marasmo reinante...

4 comentários:

JOSÉ MODESTO disse...

Sem dúvida.
Basta ir ao Google e clicar: POLITICO HONESTO....veja o resultado!!!

Saudações Marítimas
José Modesto

Manuel CD Figueiredo disse...

Caro Rouxinol,

Embora se saiba de muita "coisa", até custa a acreditar nos textos que ultimamente publicou - sobre a "exemplar democracia" que nos cabe em sorte (azar). Custa a deglutir!
Sem qualquer espécie de hironia, penso que um enormíssimo contributo para a nossa Democracia seria compilar estes casos, e outro que temos à mão, e publicá-los!
Nunca será tarde...mas vai sendo tempo!

rouxinol de Bernardim disse...

Caro comandante:

Isto é apenas a parte visível do icebergue... há muito mais... a seu tempo sairá...

rouxinol de Bernardim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.