rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Um novo bezerro de ouro!!!


Um novo bezerro de ouro está aí! Ele é cultuado até à exaustão por um cortejo de crentes que nele vêem um deus capaz de lhes dar tudo o que ambicionam: felicidade, riqueza, poder!
E cultuam-no com devoção extremosa. Há até os zelotas que são os mais acérrimos defensores do ídolo. Estão sempre atentos às falhas dos outros para com o bezerro, apontam a dedo os «traidores», os «blasfemos». Olham para a fila de marchantes e procuram saber quem vai fora do alinhamento, os perigosos «desalinhados»...para depois os denunciar ao chefe todo poderoso, o representante máximo, o papa do bezerro!
Fazem festas e convidam gente de fora para prestar culto sagrado ao bezerro imaculado. Às vezes os convidados não são os mais recomendáveis mas desde que respeitem o bezerro e tragam ouro, incenso e mirra, serão bem-vindos ao covil do bezerro.
Humildemente o confesso, também já cultuei o bezerro. Com devoção, com empenhamento, com fé.
Agora, felizmente, perdi a fé no bezerro e em todos os bezerros que por aí pululam.
Tenho pena dos ainda crentes, dos viciados nessa droga, dos dependentes desse todo-poderoso bezerro de ouro!
Esse bezerro é o partido! Seja qual for. Seja grande ou pequeno. Os partidólatras aí andam, reverentes, zelotas, dando-lhe a sua fé, o seu afecto, esperando a retribuição.
Os crimes, os abusos, as malfeitorias cometidas pelos outros bezerros são hediondas, mas quando cometidas pelo «nosso» já são toleráveis, são necessárias, são o mal menor, é a realpolitik!!!
E o medo que os domina é também a ânsia de poder, algum poder que seja, nos media, na administração pública, até em cargos paroquiais__ pois o bezerro estende os tentáculos à própria paróquia__ falo com conhecimento de causa! E às vezes o próprio pároco (consciente ou inconscientemente...) cultua o bezerro de ouro!!!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home