rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Capitalismo Popular... ao que chegou!

Em tempos falou-se muito do capitalismo popular, todos podem ser capitalistas (consoante a escala de rendimentos para investir...), contudo, em última instância, há perversões que importa acautelar.

O Estado estar a incentivar fiscalmente Fundos que na maior parte dos casos vão contribuír para o progresso e desenvolvimento de países estrangeiros é um contra-senso. Não podemos dar-nos ao luxo disso.

O conceituado jornal Público levanta a ponta deste véu que mostra a cara de parvos com que devem estar as luminárias que engendraram e cantaram hosanas ao dito cujo...
Nosso Senhor dos Aflitos nos tire mais esta carga. O povo, a eterna besta de carga, em última instância é que sofre... a depressão moral e económica é visível a olho nu! Depois da euforia do «capitalismo popular» vem a realidade crua desta perversão conducente ao miserabilismo... Será que o Estado é bipolar?!

Para a Presidência da República é preciso um especialista em psiquiatria!!!

Já estamos fartos de economistas!!! Prometeram fomentrar o investimento, atraír capitais estrangeiros, dinamizar a nossa economia e, agora, o que vemos?!

A moeda deste tempo que vivemos é a eurodepressão! a eurocrise!

O contrário do que foi prometido! Para liderar o governo tenho outra solução mais lógica e racional: dada a triste figura do actual status quo, com a tristeza a invadir as famílias, o desemprego, símbolo e ex-libris da depressão, a lançar na depressão psíquica milhares e milhares de portugueses... talvez um humorista faça falta! Para elevar o astral! Para afastar a depressão!!!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home