rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

J'ACCUSE!


A Despesa Sumptuária é a coisa mais urgente a banir, neste período de contenção em que todos devemos lutar para erradicar a crise!
Ei-la aqui, com todo o seu esplendor, alimentada na Madeira à custa do Erário Público, o dinheiro dos contribuintes, o dinheiro de todos nós!
Quando se fala tanto na necessidade de emagrecer o Estado- com certa lógica, diga-se...__ é preciso acabar com quem engorda à custa do Estado. É urgente!
Na RAM há um despesismo exorbitante em determinadas coisas que se reflectem no orçamento da dita região. Despesas com futebóis e com um jornal bem conhecido (JM) são da mais elementar justiça denunciar.
Coitada da Fátima Felgueiras está a passar vergonhas em tribunal quando fez, certamente menos, do que se faz noutros lados... Este país precisa de uma justiça uniforme em todo o território nacional. Paguem todos pela mesma moeda: a moeda da justiça e da austeridade colectiva!
Ao povo pedem-se sacrifícios constantes mas certos nababos, vivendo à grande e à francesa, ostentam sinais exteriores nada consentâneos com o clima de austeridade que todos respiramos. Eu dou o exemplo. Levo uma vida espartana, transparente, sem ostentações. Ainda sou recriminado por isso, frequentes vezes...
Vejo por cá tantos Vale e Azevedo que me dá vómito. Ostentando sinais exteriores de pompa e vaidade quando isso é feito à custa de salários em atraso, dívidas a torto e a direito, evasões de todos os matizes, dribles à lei, atentados ao pudor democrático!
Como diria Émile Zola, no caso Dreyffus, «J'accuse!» este «sistema» (eufemismo criado para justificar toda esta pouca vergonha) que atenta contra os direitos de um povo que quer justiça social, mais equidade na distribuição de proventos já que é o principal suporte dos custos da crise que assola a todos...
Equidade fiscal, equidade na distribuição de sacrifícios nesta conjuntura que vai durar muito. Se criticam os governantes por tentarem salvar bancos (adentro de uma perspectiva de evitar risco sistémico...), pois poderiam causar danos colaterais (efeito dominó...) graves, pergunto eu, por que continua o governo da Madeira a injectar fundos escandalosos nalgumas firmas que não têm viabilidade? Será «risco sistémico»?
Mas o dr Jardim é (só no paleio, que não nas obras...) o maior paladino anti-sistema, como se compreende que seja o suporte máximo do dito «Sistema» na Pérola do Atlântico?
Foi por causa de «excêntricos» assim que o país está como está! Depois, ainda se julgam merecedores de uma estátua!

6 Comments:

Blogger Vico D´Aubignac said...

Apoiado.

8:55 AM  
Blogger Vico D´Aubignac said...

Este comentário foi removido pelo autor.

8:55 AM  
Blogger neide said...

Viajei no seu blog, gostei, apesar de voar em alguns assuntos,kkk... tem belas postagens.

Obrigada pela visita, espero vê-lo mas vezes por lá.

Bjss

9:21 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Vico D'Aubignac:

Bem-vindo a este cantinho, com a sua sabedoria e bom humor!

5:05 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Vico D'Aubignac:

Bem-vindo a este cantinho, com a sua sabedoria e bom humor!

5:05 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Este comentário foi removido pelo autor.

5:07 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home