rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Júlia Pinheiro, quer «vê-los a apontar o céu»...

Este poema merece a minha continência, caro rouxinol!
Júlia Pinheiro recusa vê-los sempre a apontar o chão!

A apontar ao céu tem outro valor!

Há que combater a força da gravidade!!!










Vê-los a apontar pró céu


É sua grande ambição!


No verão pô-los ao léu


Durinhos que nem limão...




Dos sentidos são impérios


E também uns ornamentos...


Quer ter uns bons hemisférios


Quer exibir tais talentos.




Toda a gente o faz, sabemos,


Ser sexy, que sensação,


Faz subir o astral, bem vemos


Chega de apontar pró chão!




Firmes, hirtos, bem durinhos


A feminil tentação...


Na praia bem tostadinhos


Um bronze de sensação!




A natureza tem leis


Que se podem contornar


Doravante serão reis


Todos irão admirar...



Vê-los mirrados, caídos

Que sensação deprimente!


A moda é tê-los nutridos


'inda que artificialmente!


Júlia Pinheiro, cuidado!
Não injectar pesadelos
Anda aí muito safado
Trocando nabos... por grelos!...


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home