rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, janeiro 11, 2009

Entrevista com o Rei da Selva!...


Meu caro rouxinol, a vida política portuguesa é, de facto, uma autêntica selva...
Dizem, porventura com carradas de razão, que a vida política portuguesa se rege pela lei da selva. Será, não será? Para tirarmos dúvidas, ouvimos o próprio Rei da Selva, o distinto senhor Leão...
RB_Então meu caro Leão, que me diz sobre a vida política portuguesa actual?
R da S - Rouxinol, se a vida política actual na sociedade portuguesa não é uma selva anda muito próximo.
RB- Então porquê?!
R da S __ Todos se procuram comer uns aos outros. Não há regras, não há princípios éticos, não há deontologia. Vale tudo. O que é preciso é saciar o apetite voraz!...
RB- Quem é, para si, o actual Rei da Selva, em Portugal?!
R da S __Essa pergunta é muito redutora e mostra a tua ingenuidade, meu caro rouxinol...
RB __ Eu, ingénuo? Eu tinha-me na conta de um analista atento e responsável... mas essa afirmação afecta a minha auto-estima... Porquê?!
R da S __É que há várias «selvas» neste momento em Portugal: a jurídica, a desportiva, a política, a cultural, a autárquica... e por aí fora...
RB __ Digamos que eu percebo onde queres chegar: não há compartimentos estanques, há como que um sistema de vasos comunicantes nesta Selva Global que é Portugal!...
R da S __ Ora aí está! Sei que me percebes pois tens o mínimo de condições para sobreviver. Conseguiste sobreviver ao longo destes anos todos, e não são poucos, sei que até tens um curso de sobrevivência tirado na Base Aérea da Ota em 1970, daí a obrigação de saberes o terreno que pisas. Enfrentaste o fascismo, o neofascismo de um gonçalvismo totalitário, e agora, já munido de resistências variadas, vais enfrentado a actual conjuntura selvática o melhor que podes e sabes... Experiência é o que te não falta!...
RB __ Experiência e capacidade de resistência às novas adversidades que se vão criando no quotidiano... Mas, deixemo-nos de conversa fiada. Quem é para ti o actual Rei da Silva, em Portugal?!
R da S __Pergunta estúpida, rouxinol. Já te disse que há várias selvas, daí o haver vários reis... Mas, o Rei da Selva na política é sem dúvida José Sócrates, o «animal feroz» como se autoproclama! Ele «come» a concorrência de forma espantosa! Tem uma voracidade incrível!
RB __Vai ganhar as próximas eleições?!
R da S __ Tens dúvidas?! olha para as exigências da oposição: querem que baixe os impostos!claro que ele não o faz, ele quer que se paguem impostos elevados para realizar obras, quer dar alimento aos lóbis, esses animais ferozes esfaimados e completamente trucidados pela crise. Baixar impostos não pode dar inaugurações, obras, realizações palpáveis para ostentar em campanha eleitoral! Daí...
RB __ Não tinha reparado nisso, de facto aceito o meu quinhão de ingenuidade. E que mais tens a alegar para defesa do título de Rei da Selva?!
R da S __ Olha, rouxinol, esta coisa da obrigatoriedade do concurso público para empreitadas de valor muito elevado, só vai dar-me razão.A maior parte das obras serão feitas por concurso limitado. Daí a margem de actuação em ordem a facilitar a «alimentação» de alguns leais compagnons de route ser quase discricionária!
RB __ E outros Reis da Selva que te chamem a atenção? Dize lá, Rei Leão!
R da S __Olha, no desporto, temos o Pinto da Costa e o Valentim Loureiro, que continuarão a ditar leis. A selva tem as suas próprias leis e eles sabem-nas de cor e salteado. Têm controlados os reis da selva mediática, reis de menor envergadura mas mesmo assim, reizinhos a ter em conta. Depois, é só nomear alguns homens de mão para certos cargos e têm tudo controlado. Mesmo podendo não estar nos lugares de decisão, em certos momentos, estão lá por interpostas pessoas...
RB __ Muito me contas Rei Leão. Mas o PR não é o Rei da Selva? Ele que está no topo do edifício jurídico político não risca nada? É um rei decorativo?
R da S __ À partida estaria vocacionado para sê-lo de facto. Mas não é. Aquela cena caricata do Estatuto dos Açores prova-o à saciedade. Se estava tão empenhado em defender os seus poderes, se achava que tinha razão, por que não recorreu ao Tribunal Constitucional?
RB __ De facto é estranho. Em lógica deveria tê-lo feito. Por que será?!
RB __Ele sabe que de facto está a perder poder. Ele sabe que o terreno que começa a pisar é movediço e traiçoeiro pois enveredou por patrocínios pouco recomendáveis. Perder no Tribunal Constitucional poderia arrasá-lo ainda mais na já periclitante situação em que se encontra. E ele sabe que o pior ainda está para vir. Daí que se remeta a um prudente silêncio de Conrado...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home