rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, abril 30, 2011

Portugal ajoelhou!

A famosa «Troika» não fala, só trabalha.


Segundo o DN as nossas forças políticas eleitas para governar escusam de apresentar programas muito sofisticados. Terão de cingir-se ao que foi acordado com o FMI!
Sem isso, nada feito!
As eleições, os debates, as campanhas mediáticas, serão folclore, folclore, folclore... caríssimo!
Chegámos a este ponto em que somos tutelados de forma inequívoca pelos credores. Esles é que riscarão, os nossos governantes serão marionetas nas suas mãos...
É triste constatar esta situação, mas depois dos desvarios não há saída. Ninguém tenha ilusões.
O país das festas, das girândolas, dos foguetórios e da roubalheira, do regabofe, chegou aos limites...
Os Loureiros, Rendeiros, Silva Sosta, Godinho e tantos outros encimam a galeria dos prinicipais responsáveis. Mas há também os governantes e as forças de supervisão que andaram a dormir na forma. Há os que por laxismo (calculista?) permitiram que o regabofe chegasse a este ponto!
Portugal de joelhos, de cócoras perante os credores internacionais.
Eis o retrato da nação. Quando nos iremos levantar do chão?!
Vai demorar anos. Se a festa foi longa... a regeneração também o será.

6 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

Agora há que rezar! :-((

Abraço

9:17 PM  
Blogger Isamar said...

Eu dispensava eleições que, por constituírem um dispêndio desnecessário de dinheiro num momento em que estamos de mão estendida esperando a benevolência alheia,quase considero um acto pecaminoso.
Pecaminosa foi também a gestão das nossas contas públicas mas continuo a interpelar-me como foi possível, face ao descontentamento generalizado que venho lendo e sentindo há alguns anos, Sócrates ressurgir vitorioso nas últimas eleições. E, premonições à parte, espero não assistir a mais do mesmo. Se assim for, não irei pronunciar-me mais sobre o assunto. Mas ,pensando bem, se quebrar o prometido não serei a única a quebrar a palavra, que sempre aprendi ser um ponto de honra.Tenho ouvido,também, tantas promessas não concretizadas!

Bem-hajas, Rouxinol.

Abraço desencantado ( não contigo)

1:20 AM  
Blogger Isamar said...

Voltei. É que prevejo uma caminhada longa, dura e sem garantia de sucesso, de mais de dez anos.

Bem-hajas!

1:21 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Rosa dos Ventos:
A S. Jerónimo e a Santa Bárbara... a trovoada está a chegar...

4:26 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Isamar,

Todos são tão iguais na praxis, tão iguais no ilusionismo, tão iguais na conversa da treta que...

Parece que houve nivelamento pela mediocridade!

4:27 AM  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Quem precisa de dinheiro até escadas lava (ou pior).

5:17 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home