rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, agosto 05, 2009

Lisboa-Gaivota-Bela




Lisboa-Gaivota-Bela

Que não pára de voar

Polícroma caravela

Que o Tejo teima em guardar.



Bela gaivota alfacinha

Ama o sol, toda ternura,

Nada no Tejo, nuzinha,

Amor sadio procura...



Lisboa-Gaivota-Nua

Se afoitando ao vento forte

Nas asas do amor flutua

Ao sabor do vento-sorte.



O prazer da liberdade

Ela aspira com paixão

Gaivota feita cidade

Lisboa no coração!



Gaivota que és Ary

Carlos do Carmo, Mariza;

Amália cantou pra ti

És Fado que se eterniza...



Gaivota-Lisboa-Linda

Beleza descomunal

Uma admiração infinda

Oh Beleza intemporal!

2 Comments:

Blogger GatosMania said...

Olá

Obrigada pela visita ao meu blog! Volte sempre.

Dei por aqui uma volta e gostei do poema a Lisboa, até por ser postado por um Potuense ... é a prova que não há rivalidades. Somos um país pequeno e o nosso lema deve ser PORTUGAL!

Um abraço

2:41 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

olá!

Não sou olissipofóbico, Lisboa tem coisas belas, até as gaivotas!!!

10:28 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home