sexta-feira, agosto 07, 2009

Que pouca vergonha, Dra Ferreira Leite!!!


E vem esta criatura, arvorada em Frei Tomás de saias, apelar à VERDADE, à rectidão, com que moral?!
Ela não é diferente do seu correligionário que arrota moralidade a rodos lá no Chão da Lagoa!!!
Farinha do mesmo saco, não haja dúvidas!
Manuel Monteiro, líder do partido da Nova Democracia, mostra que ainda mexe. O seu comentário no Público (clicar para ver) é de uma candente actualidade. Indivíduos que receberam subsídios de reinserção e mordomias várias voltam à ribalta e não devolvem essas chorudas compensações...O Zé Povinho olha estupefacto e esfrega os olhos incrédulo! É esta a dama de ferro? Ferro cheio de ferrugem moralística, está-se mesmo a ver...Coitadinha!!!
Que moralidade é esta? Que gente é esta que quer vender banha de cobra moralista e chafurda no lodaçal da promiscuidade?
Invocar a lei, tout court, não basta! Há coisas que só uma moralidade superior pode dar! Deu-a Sá Carneiro nalgumas opções tomadas no seu tempo. Ele não se servia do aparelho para se perpetuar no poder, mas usava o partido como instrumento para salvaguarda de uma coisa mais importante: a DEMOCRACIA!
Venha o sapateiro de Braga, já!!!

2 comentários:

Manuel CD Figueiredo disse...

Seria bom que o Zé Povinho se lembrasse dos desempenhos de Manuela Ferreira Leite à frente do Ministério da Educação (os professores não dizem nada?) e da escandalosa reinação no Ministério das Finanças, sem explicações nem averiguações, e pelas quais ainda estamos a pagar.
Política de verdade? Uma treta!

rouxinol de Bernardim disse...

Eu até confio nas pessoas, mesmo nas que são mais atacadas, por vezes de forma excessiva. No seu tempo houve necessidade de certo rigor e de certo apertar do cinto dados os condicionalismos. Contudo, agora, nesta opção declarada por «homens de confiança», com o deliberado pressuposto de ter o aparelho nas mãos, é de lamentar...