rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, agosto 06, 2009

Portugal a Nau Catrineta!

Finalmente! Ela mostrou de que lado está! A VERDADE dela não difere da dele!!! Farinha do mesmo saco!!!


Estou totalmente solidário com a Dra Ferreira Leite! ela sim, sabe-a toda, e optou bem! Sem malas não se pode fazer política!... e eu que o diga!...







Diz ela:




A verdade?! é um conceito subjectivo, depende dos contextos; os melhores deputados são os que garantem o seu auto-financiamento...Depois, bem, depois se verá!...





As campanhas eleitorais dão azo a situações confrangedoras: quebram-se princípios, escolhem-se os mais capazes de capturarem fundos em detrimento dos melhores... Depois, bem depois virá a factura a pagar... sempre assim foi e continuará a ser... pobre democracia logo abortada à nascença, o pecado original começa na campanha eleitoral e na escolha dos candidatos...

A Dra Ferreira Leite quebrou várias coisas: princípios, valores, opções anunciadas com pompa e circunstância, esta é que é a VERDADE!

Por este naco de prosa carregado de lucidez e de oportunidade se vê o que a espera...

Para memória futura deixo este poema, que é a minha homenagem aos Paulos Morais do PSD e a todos aqueles que não vergam a coluna aos sponsors e por isso caem no olvido dos partidos...





A Dama da «Mala Preta»!....


Corrupção anda no cio
Instinto tapa-lhe o siso
Promessas fio a pavio
Dinheiro vivo é preciso!!!


A qualquer preço ganhar
Ganhar a bem ou a mal
A meta querem cortar
Da corrida eleitoral...



Aos homens da «mala preta»
É-lhes entregue o timão
Da nova Nau Catrineta
Rumo ao mar da corrupção!...


Promessas, bom isco são,
No presente, já se vê...
O garante da ração
No futuro, assim se crê!


Portugal, Nau Catrineta,
Já sem rumo, a navegar,
Nau que 'inda vai pró maneta
Se a corrupção não parar!!!

Marcadores:

5 Comments:

Blogger Macaires said...

olá!
Passei para retribuir à visita e conhecer seu blog.
Gostei muito do poema, precisamos ouvir verdades!

Abraço.
Marília

7:38 AM  
Blogger Laura said...

E o Povo nem deita as redes
para onde deve deitar
só deita as redes ao mar
A ver se consegue pescar...

Se as deitassem em cima deles, (as redes)decerto acabaria a corrupção, mas...a culpa é apenas nossa...só nossa...
beijinho d alaura.

7:58 AM  
Blogger heretico said...

abraço

gostei de ler.

excelente.

9:09 AM  
Blogger elvira carvalho said...

Bom vamos a ver se é desta. É que depois do pc vir da oficina, só por aqui andei umas horitas e foi-se a internet. Ou seja, primeiro tinha internet não tinha pc, e depois vice-versa. Como isto é um casal muito unido um não faz nada sem o outro e daí que eu tenha desaparecido de novo.
Adorei o texto.
Um abraço

10:52 AM  
Blogger confesso said...

Rouxinol...

"A política tem a sua fonte na perversidade e não na grandeza do espírito humano." (Voltaire)


Obrigada pela visita em meu espaço...

Beijos verdadeiros...

2:58 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home