rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, março 06, 2007

AGUARELAS DE LISBOA...





Lisboa: O sortilégio dos seus monumentos e das suas paixões!...







Queria ser como a gaivota
Que de manhã sobrevoa
Toda feliz e sem rota
As colinas de Lisboa.


Queria ser como um ardina
Cuja voz bem cedo entoa
A imprensa matutina
Pelas ruas de Lisboa.
 


Queria ser como a varina
Que sua venda apregoa
Sempre lesta e libertina
Pelos bairros de Lisboa.

Eu queria ser marinheiro
P'ra, bem firme, junto à proa
A bordo dum cacilheiro
Ver as docas de Lisboa.

Queria ser o Cristo Rei
Que lá no alto abençoa
Como patrono da grei
O céu da nossa Lisboa!

Queria ser como a guitarra
Para à noite acompanhar
O fado com toda a garra
Por quem o sabe cantar.



Euclides Cavaco



A voz da lusofonia









0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home