sábado, maio 29, 2010

«Portugal não é um país de corruptos!»

O Procurador Geral da República afirmou que «Portugal não é um país de corruptos!»

Muita gente se interroga sobre a necessidade de fazer uma afirmação daquelas. A Dra Maria José Morgado está farta de dizer que a corrupção, (sobretudo a financeira) é um dos maiores flagelos do país estando na génese da falta de competitividade da nossa economia.

Agora assistimos a autênticas fortunas voando para off-shores suspeitando-se, com fundadas razões, que isso se verifica para ocultar evasões fiscais de grande vulto.

Alguns, mais intelectualmente e moralmente honestos, dizem que o Estado não tem meios para o combate à corrupção. Agora negar a existência dela, em Portugal, é pura estultícia ou desonestidade.

Qualquer dia vêm aí os espanhóis e lançam uma OPA ao próprio país, tal a falta de empenho que se vislumbra nos mais altos responsáveis em preservarem um clima de integridade nacional e de saneamento moral e ético.

A PT será o pontapé de saída?!

Ainda vamos ter o Mourinho a treinar a Ibéria!

4 comentários:

Isa GT disse...

Os espanhóis podem querer vir buscar o que presta, quanto ao país, de certeza que não lhe queriam pegar, problemas têm eles, não precisam de pesadelos :)

Manuel CD Figueiredo disse...

O PGR chegou agora das berças?!
Negar a existência da corrupção é desonestidade (o homem não é estúpido).

rouxinol de Bernardim disse...

Isa,

Os espanhois ainda não digeriram Aljubarrota...

Os Filipes foram corridsos... mas agora surge uma oportunidade soberana...

rouxinol de Bernardim disse...

Manuel CD Figueiredo:

Meu caro, pergunto a mim próprio se , por «osmose», o PGR não terá passado já para o «outro lado»?!

A tentação é grande, e, quando estão envolvidos «Valores tão elevados», «valores mais altos se alevantam»!!!