sábado, maio 08, 2010

BOM SENSO...

O adiamento da terceira Travessia sobre o Tejo e os novos investimentos no aeroporto de Lisboa foram anunciados pelo primeiro-ministro (ver aqui).

O TGV é para continuar. Há a pretensão de baixar o défice para os 7%. Ainda este ano.

Opção lógica e racional num contexto de grande turbulência nos mercados.

Louva-se a atitude e espera-se que haja também acções no que concerne à reforma estrutural contendo despesas públicas supérfluas, vigiando benefícios que poderão ter sido alvo de laxismo-oportunismo (ainda há dias se relatava na comunicação social que havia traficantes de armas a viver com o Rendimento Mínimo e ostentando sinais exteriores de grande prosperidade...), mais controlo sobre empreitadas e fornecimentos.

As empresas municipais deveriam ser alvo de acções de fiscalização e de saneamento frequente. O saneamento económico-financeiro do país exige-o.

Os gastos supérfluos e faraónicos de algumas entidades (governo inclusive...) deveriam ser alvo de contenção eficaz.

Os exemplos vindos de cima são os mais pedagógicos...

2 comentários:

Isa GT disse...

Nos grandes projectos houve pressões e porque devemos estar, mesmo, sem dinheiro, quanto ao resto, não acredito que vá mudar alguma coisa.
Claro que concordo e que seria muito bom, todas as outras medidas. Quanto a algum exemplo vindo de cima, nunca constou, nem vai constar, na lista das prioridades. Ética e vergonha de ser enxovalhado, devem ser assuntos para os fazer rir durante as almoçaradas.

Rui da Bica disse...

Temos que concordar que é Bom Senso. Mas temos que lamentar que este Bpm Senso tenha demorado mais de meio ano, quando já tudo indicava neste sentido.
Outra questão: colocar-nos perante um facto consomado de adjudicação, quando com Bom Senso não teveria tê-lo sido !
Terceiro: isto de pedir apoios partidários por um lado para certas coisas e por outro, para outras coisas de sinal contrário, não me convence que o Bom Senso seja sincero !
Mais ainda: Têm que ser dados muitos outros sinais de Bom Senso, que para isso não faltam casos !
.