rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, agosto 04, 2013

Entrevista com a Inveja...

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2988838
http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=80749



Ela não é particularmente bela, nem especialmente inteligente, mas é suficientemente culta para saber que deve defender-se quando é atacada. Foi Luis Filipe Menezes que a acusou de estar  na génese das críticas de Rui Rio. Ora, sendo ela, a Inveja,  atacada desta forma, o contraditório deve ser um princípio a respeitar. Daí a razão desta entrevista...

RB__ D. Inveja, é de fato v. Exa que comanda a mente de Rui Rio?!
I - Eu?! Nunca comandei ninguém, não tenho a pretensão de entrar na mente das pessoas e influenciá-las..

RB__ Mas  Menezes garante que é. Certamente terá provas irrefutáveis como homem de carácter que é...
 I _ Esse homem não é coerente no seu discurso. À segunda diz que é o Ódio, à terça, afirma que é  o Ciume, alguém acredita na criatura?! Eu, Inveja, nada tenho a ver com o discurso político de Rui Rio, que aliás me parece ser um homem sério, que não se deixa influenciar por ninguém... qualquer dia vai dizer que a culpada é a Maledicência, o Ressabiamento,  o Despeito... ele usa discursos diferentes consoante as ocasiões..
 Eu chamo-lhe oportunista, mas ele, diz que é «flexível»!!!
RB_ A que atribui isso?!
II- Olhe,  há dias estive com a minha amiga, a Psiquiatria, e ela explicou-me tudo.  Ele é um bipolar, não é pessoa fiável, promete coisas mirabolantes que sabe  que não vai cumprir, promete obras faraónicas a eito, enfim, faz-me lembrar aqueles D. Juans  de pacotilha que mostram a carteira cheia de notas, exibem carros de luxo só para impressionar as namoradas, depois, vai-se ver, e é tudo fogo de artifício!!!

RB_ «Fogo de artifício» diz-me algo. Ele afirmou que o fogo do S. João dele era muito melhor do que o do Rui Rio... era capaz de ter razão não era?
I - Lá isso de fogo de artifício é com ele. Como tem pouca elevação no discurso político procura compensar isso com coisas que sobem: os foguetes, as dívidas, as promessas mirabolantes,  os défices galopantes, as tiradas hilariantes que sobem em espiral, enfim,  as tonterias que bradam aos céus...

RB - Acha que ele tem cura?!

I - Não, jamais, aquilo nasceu torto e há-de acabar torto. Razão tem a minha amiga Clarividência. sobre este tipo de pessoas. Disse-me há dias: «Esta criatura julga-se um napoleaozinho, forte em tudo, menos numa virtude cada vez mais rara, a Modéstia...

Os napoleoezinhos que se cuidem  haverá sempre por aí uma ilha de Santa Helena  à sua espera onde poderão finalmente curar-se das megalomanias patológicas...

2 Comments:

Blogger durindana said...

Muito boa entrevista.
Só faltou saber junto da entrevistada, como classificaria a velha atuação no congresso do Coliseu, quando teve que sair pela porta dos fundos... a chorar.

3:13 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Essa também está em linha... com o perfil...bipolar!

4:46 AM  

Postar um comentário

<< Home