quarta-feira, novembro 04, 2009

PORREIRO, PÁ!


Vou já começar a ensaiar! Faço-o pelo meu país, claro! Porreiro, pá!
Se o primeiro ministro japonês editou uma canção que já é best seller no Japão, se a primeira dama francesa Carla Bruni enche de música o coração dos franceses, por que não o nosso primeiro ministro fazer o mesmo?
Portugal sempre primeiro! é o meu lema... logo, quero contribuír, modestamente que seja (não sou um Ary dos Santos...) para o sucesso deste Fado. O primeiro ministro é um homem ecléctico, não se confina ao mero exercício de engenheiro sanitário, mas vai muito mais além, às vezes até longe demais... Por isso, aqui vai o Fado «Lisboa sempre na moda»..
LISBOA SEMPRE NA MODA...
Lisboa sempre na moda
À Europa dás Tratado
Já andas na alta roda
E não é só p'lo teu Fado!
Aqui se plasmou o futuro
Se alicerça o presente
Linda Lisboa, eu te juro
Viverás eternamente...
Cidade luz, bem moderna,
Casada com o passado
Tens no Tejo a glória eterna
No sol... o teu namorado!
Urbe multicultural
Ventos de modernidade
Te dão um ar mais plural
Oh ecléctica cidade!
Passo por ti ao Marquês
Coração nobre a pulsar
Cidade com altivez
E de um carácter sem par.
Passo por ti ao Rossio
Posso ver o mundo inteiro
Passo por ti junto ao rio
Aspiro o mar... o teu cheiro.
És varanda sobre o Tejo
Jardim que encanta o país
Lisboa, eu só desejo
Que sejas sempre feliz!
Do Saldanha até à Graça
Do castelo à Mouraria
Lisboa, quem por cá passa
Comunga a tua alegria!
....................................
....................................
Lisboa, quem por cá passa
Comunga a tua alegria!

20 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Não daria, assim, o resto do país protestaria, dizendo que ele é primeiro-ministro de todo Portugal e não só de Lisboa.

Seria um fado mais para o Costa ou o Sá Fernandes.

rouxinol de Bernardim disse...

Táxi:

Compreendo a sua preocupação que é judiciosa e sensata.

Contudo, Lisboa é a capital. É lá que mora o governo, o parlamento e até o Benfica, o coração de Portugal!

Eu, cá da província, sempre respeitei (sem me deixar submeter, é óbvio...) aos encantos da capital.

Rafeiro Perfumado disse...

Desconheço a beleza do japonês, mas se o Sócrates fosse parecido com a Carla Bruni, até eu comprava o CD!

© Piedade Araújo Sol disse...

e deixo um sorriso com o teu post.

um beij

Manuel CD Figueiredo disse...

E se o "fadista" cantasse este fado, amanhã, na discussão do programa do governo? Teria palmas, pela certa!

heretico disse...

abraço.

pelo humor nos salvamos...

maria teresa disse...

Em versos o rouxinol
Um fado quis preparar
Terá bebido tintol
P´ra só de Lisboa falar?

E do resto do país
Como é qu´ele vai ficar
Ninguém lá mete o nariz
Porque se está a afundar?

Beijo de avó

Graça disse...

Gostei tanto :)... ainda mais, porque fala do meu Bairro!

Obrigada por teres passado no meu "palco".

Beijo meu

rouxinol de Bernardim disse...

Piedade A sol:

A sorrir nos entendemos...

rouxinol de Bernardim disse...

Manuel CD figueiredo:

O programa era aprovado por unanimidade e aclamação!!!

rouxinol de Bernardim disse...

heretico:

Sim, sim... fiat voluntas tua!

rouxinol de Bernardim disse...

Graça:

Um sorriso em mim perpassa
Quando visito Lisboa
Então quando vou à Graça
Na alma um sino já soa!

A Graça tem mais encanto
É tão bela, excelsa e tão pura
A cobri-la o doce manto
Da paixão e da loucura!

rouxinol de Bernardim disse...

Maria Teresa:

Fiz a volta a Portugal
Poetei por todo o lado
Não vejo nada de mal
Em render-me à capital(1)
Com meu amor acendrado!


(1) Bem pior fazem aqueles que se rendem ... ao capital!

Marta disse...

Fica o Porto esquecido???
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

rouxinol de Bernardim disse...

Marta:

Quanto à capital do norte
Já cantei vezes demais
O Dragão também é forte
A cidade é sinal mais!!!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Bernardim, já tive o prazer de conhecer Lisboa e achei encantadora, pretendo voltar um dia.
Forte abraço

rouxinol de Bernardim disse...

Wanderley:

Lisboa não é Meca mas quem lá não for em vivo, irá depois de morto!... É imperdível!

rouxinol de Bernardim disse...

Wanderley:

Lisboa não é Meca mas quem lá não for em vivo, irá depois de morto!... É imperdível!

Nilson Barcelli disse...

A brincar acabaste por escrever um poema interessante.
Porreiro, pá...
Gosto do Sócrates, de Lisboa e do Benfica.
E gosto de mais coisas, mas essas ficam comigo...
Bom fim de semana.
Abraço da província.

AFRICA EM POESIA disse...

Um beijo e o meu baú



O MEU BAÚ...


Meu baú encantado...
Meu baú bem fechado...
Meu baú que ficou lá...
Mas que eu o imagino cá...
.........
No meu baú...
............
Os meus sonhos...
As minhas vestes...
Os meus brincos...
Os meus laçarotes...
As minhas bonecas...
...........
No meu baú...
.........
Os meus beijos...
Os meus desgostos...
As minhas loucuras...
.......
No meu baú...
.......
Fechado a sete chaves...
Eu olho para longe...
E sei que o meu baú...
É também igual...
A uma caixinha de Pandora...
...

E nada mais...
E não o abro...
Porque quero que o sonho...
Continue...
Perdure para sempre...
E nunca se desfaça...

LILI LARANJO