rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, abril 26, 2009

O Santo condestável D. Nuno Álvares Pereira

O agora Santo, terá capacidades para ajudar Portugal?!
Sócrates que não se demita da sua obrigação: actue, e já!
Cernache do Bonjardim pode ser uma nova Fátima!

Para alguns, o ser Santo é mais uma honraria mundana, como ter o Nobel nos domínios da fé.
Não sei se esta atribuição é justa ou não. Foi um combatente indomável, passou a fio de espada muitos castelhanos, vestiu a pele de guerreiro com bravura inusitada. Mas sempre um apóstolo da fé. Mesmo com a espada desembainhada.
Dizem que foi generoso para com os vencidos, que não os humilhou, nunca os ofendeu. Melhor do que a famosa padeira de Aljubarrota que matou sete mas quando já tinha terminado a batalha e eles estavam escondidos num forno...
Enfim, depois de recolher ao convento transformou-se. Dizem (talvez sem grande fundamentação...) que estava senil e mentalemnte desequilibrado!...
S. Paulo, depois de caír do cavalo e ter ouvido as palavras de Deus («Saulo, Saulo, por que Me persegues?), na famosa estrada de Damasco, também se converteu e passou a defender os cristãos. Dizem que quem ouve as palavras de Deus entra nos domínios da psiquiatria. Dizem alguns especialistas que é sintoma de esquizofrenia. Que são alucinações. Dizem que o caso de Lúcia foi um deles. O segredo de Fátima (ou os segredos...) foram fruto de um estado de espírito resultante de muitos sermões ouvidos lá na terrinha. Não deixa de ser estranho a Igreja Católica ter demorado tantos anos a reconhecer um fenómeno que segundo alegam alguns foi extraordinário. O sol a girar deveria ser presenciado no mundo inteiro. No lugarejo muitos dos presentes não viram nada, o próprio irmão da Lúcia confessou que nada viu, só estava lá para a proteger, com medo que lhe batessem... Talvez tenha sido uma ilusão de óptica, talvez miraculosa, não discuto milagres!...
Enfim, agora surgiu a cura de uma lesão oftalmológica. De origem miraculosa, afiançam os especialistas. Será que a fundação Champallimaud poderá invocar o Santo como seu patrono, a partir de agora? Santa Luzia que se cuide, a concorrência é feroz nos domínios da santidade!... Os militares também poderão invocar a sua protecção.
O país pode lucrar imenso no turismo religioso. Se fizerem um santuário no local de nascimento (Cernache do Bonjardim) poderá ser que atinja as proporções de Fátima! Já há quem ande a comprar terrenos na zona, pelo menos uma pista de aviação já está na mente de alguns iluminados sempre à cata de oportunidades. Em tempos de crise, há que aproveitar! Oportunidades destas são poucas, surgem uma vez na vida!
O governo, se fosse atento e previdente, talvez fizesse bem em tomar a iniciativa na compra desses terrenos, ao menos o país poderia lucrar com isso. Após a valorização que se aguarda, tal como aconteceu com Alcochete (e a decisão para o novo aeroporto). Mas aqui foram privados a colher dividendos... Será que houve inside trading?
Enfim Portugal não pode desperdiçar oportunidades destas. O Estado tem que tomar a iniciativa e colaborar com a Igreja. Se Sócrates souber gerir esta conjuntura, talvez a sua imagem tão enegrecida pela feroz perseguição da TVI (e de Mário Crespo...), consiga um branqueamento oportuno e a custos baixos. Sim, hoje em dia, não é oportunismo estar atento ao binómio custo-benefício! É realismo, do mais são. Cavaco Silva di-lo constantemente. Há que aproveitar, já!
Como cidadão atento a estas problemáticas, sabendo o que significa a palavra «custo de oportunidade», não posso deixar de reclamar ao governo providências imediatas sob pena de alguns privados tomarem a dianteira e colherem saborosos frutos desta árvore das patacas...Eu não sou capitalista, senão não perderia a oportunidade.
Ao menos o turismo religioso__ que quer se queira quer não é uma fonte de receita de valor incalculável e capaz de arrastar investimentos a montante e a jusante__ precisa de ser acarinhado. Veja-se o que se passa em Jesusalém e em Meca. Já para não falar em Lourdes. Portugal não pode ficar na cauda do pelotão. A religião, quer se goste ou não, é uma poderosa alavanca. Ai daqueles que não lhe reconhecerem a importância intrínseca! A construção civil, o turismo, a comunicação social, todos podem lucrar com esta promoção. O Estado e a Igreja devem unir esforços, caminhar pari passu, respeitando-se mutuamente, mas numa comunhão perfeita. Há que estar atento aos sinais. Sócrates deveria ter ido a Roma e lamentavelmente não compreendeu a transcendência patriótica deste acto e a dignidade autêntica que o acto encerra. O país não esquecerá esta lacuna. Há pecados que se cometem por omissão...
A comunicação social, medíocre e pouco atenta, deu mais ênfase à coroação de Ronaldo (que também merece, coitado...) do que à entronização para todo o sempre do Santo Nuno Álvares Pereira.
Que esperar de um país que tem uma comunicação social assim?!

2 Comments:

Blogger Marieke said...

Ai Cernache do Bonjardim...nunca me esquecerei dessa terra...era o fim de uma longa viagem de quase três horas...para ir dar aulas a Vila de Rei...
Um abraço
Marieke

12:35 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Olá Marieke!

Lá mora também o «Altafini de Cernache!», era o Figueiredo que foi avançado centro do Sporting!

4:04 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home