quinta-feira, agosto 10, 2006

O sendeiro, anda por aí!...

Na vertigem do viver
Este sortilégio tento:
Nunca pensar em morrer
E viver a cem por cento!
Ambição desmesurada
É coisa que eu abomino...
Gente velhaca, safada,
Gente sem norte nem tino,
Anda sozinha na estrada
Da vida, sem ter destino,
Gente desenraizada
Que à perfídia canta um hino!
Gente "encostada" ao poder,
Sempre lambendo o traseiro...
Gente que acaba a feder
Sorvendo o seu próprio cheiro
Com volúpia dementada...
Gente nadando em dinheiro
Mas, por ele escravizada,
Gente não é!, é o sendeiro!

Rouxinol de Bernardim

33 comentários:

tormenta del mar disse...

Me encanta tu blog!!!! Las locas fotos, la de los gatitos y el perro porrista!!?? Geniales!
Gracias por ser mi admirador!
Yo desde hoy...seré la tuya.

Besos y cariños!!!

Tormenta.

daniel sant'iago disse...

E ainda dizem que o ritmo e rima não são importantes para a poesia...
Provas o contrário!

daniel

refugiada disse...

e mais nadaaaaa........

adoro a irreverência e frontalidade

cumprimentos!!!

Tom, um ser diferente... disse...

Muito bom!
Obrigado pela visita!
Welcome ever!

Abraços,
Tom

keridalindinha disse...

Ai o sendeiro, não o quero por perto!
Beijocas e contínua sempre assim.

Menina_marota disse...

Muito bem!
Cada poema teu é uma dádiva...
Grata pela partilha.

Um abraço e bom fim de semana ;)

Poesia Portuguesa disse...

Poesia em bom Português... gostei!

Um abraço ;)

.*.Magia.*. disse...

Olá...
Gostei desta bonita poesia na sua irreverência e originalidade...

Cuidado ele anda aí!...

Beijinhos encantados

Mikas disse...

Cada um com a sua, há malucos pa tudo.

Inês Diana disse...

Boa tarde, Rouxinol! :)

Vim dizer-te que já voltei de férias e agradecer a tua visita :)

Continuas com textos fantásticos!

Beijos!

O Chaparro disse...

vim deixar um olá. obrigado pela visita lá na minha sombra

Ivo disse...

Venho agradecer e retribuir a visita ao meu blog!!

orianah disse...

Que dizer?
Mais um texto magnífico, irreverente, frontal e verdadeiro!

Beijinho Rouxinol...

Caucau disse...

Parabéns pela enorme lucidez aqui expressa!
Manterei as visitas, certamente.

Amada Inmortal disse...

muy buen escrito e interesante la imagen... Saludos

SA disse...

TEMOS FADISTA! optimo como sempre

Luna disse...

Venho agradecer o carinho dos teus comentarios no meu singelo cantinho, de alguem que realmente é grande a escrever
beijocas

Anônimo disse...

mmmmm hare un esfuerzo por entender mejor el idioma, jejejej, y te agradezco tu comentario. besotes!

VEM SONHAR COMIGO disse...

Ambição desmasurada...Já tive problemas graves com gente assim!Do mais reles possível!Ah!Sim!E cantavam um hino de embalar...Eram desenrai´zados.encostavam-se ao poder(mas levavam coices),mas continuavam a lamber o traseiro.Nadavam em dinheiro(e nadam)são seus escravos...
Aconteceu...Foi um descalabro!...
Muito bem,essa tuas palavras que encaixam numa experiência que vivi,mas libertei-me...

Beijinhos

Claudia Perotti disse...

Adorei o ritmo das tuas letras!
Beijinhos

APC disse...

Holla Ruiseñor! Me encantan las cosas que escribes. Mui bien, éste poema!
Y besitos, jejeje ;-)

Leeloo disse...

Saludos desde México con cariño para ti.

Gracias por visitar mi blog, espero poder también yo acudir al tuyo una que otra vez.

Me ustó el concepto que manejas y pus me pondré a estudiar portugües para poder comunicarme mejor contigo.

Chao.

Hitomi chan disse...

Gracias por firmar mi blog :)
Yo admiro a todos los poetas por tener la capacidad de escribir versos. Yo no poseo ese talento, y por eso admiro a quien si ^^
Bellísimos poemas

Freyja disse...

cada vez que leo tus poemas dicen mucho
el sendero....esta por ahi
mi abrazo muy grande y gracias por tus lindos saludos en Sucesos
Obrigado
un lindo dia mañana y que estes muy bien, escribes muy lindo
besitos



besos y sueños

Anônimo disse...

Un gusto conocerte!
=)
Vengo adejarte mi cariñoso saludito, desseandote que etes muy bien.
Gracias, pr tu visita!

Céu Estrelado disse...

Espectacular! :)

psique disse...

Como Sempre é um prazer ler-te..

vida de vidro disse...

E quanta "gente" anda para aí, a quem os teus versos se aplicam! Crítica e ritmo poético. Muito bom.**

Roy disse...

E o cendeiro! Colirio aos olhos, as imagens que formam tuas letras!

aos abrax

RF

Poemas e Cotidiano disse...

Ola Rouxinol.
Obrigada pela sua visita ao meu Blog, e tem uma resposta para voce la, ta?
Gostei dessa poesia, que revela uma veracidade que vem do fundo da alma!
Um beijo meu amigo!
MARY

Marco Magalhães disse...

Muito bom, excelente e irreverente.

Mitsukai disse...

Há muitos desses neste país...e muitos vêm pavonear-se quando nem sequer sabem o que é viver!!

A Sonhadora disse...

Assino por baixo...ai poder!!ai poder!!!ai dinheiro!!!ai petróleo!!!
como seduzes os que se dizem donos do mundo...
Rouxinol, nunca deixes de cantar tudo isto e mto mais que por aí se passa!!!
Dá largas ao teu canto e tira a carapuça a todos os prededores, tu que és só um passarinho...não tenhas medo dos PASSARÕES!!!
Gotinha de mel da abelhinha