rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, agosto 18, 2006

Amáila!!! Eterna diva do Fado!!!


Amália não foi embora
Viverá eternamente
Perdurará vida fora
Na alma da nossa gente!

O Fado não morre, não,
Aspira à perenidade
Não se fecha num caixão
Não se encerra a Liberdade!

Uma traineira no Tejo
Uma gaivota voando
Quando passa, a Amália vejo,
A todos nos encantando!

A rosinha dos Limões
A Casa da Mariquinhas
Do Fado, eternas lições,
Recordações não só minhas!...

Amália não tem fronteiras,
Património universal
Voz timbrada e altaneira
Rouxinol... intemporal!

Uma lágrima rolando
Na minha face, sofrida,
Portugal está chorando
Sua Fadista querida!


No Barco Negro da morte
Não partiste, não e não!
Fadista com o teu porte
A morte... mete um travão!

Amália não morrerá
É sortilégio alfacinha...
E... doravante será
De Portugal ... a Rainha!

Ultrapassou as barreiras
Da lusitana paixão
No mundo foi das primeiras
Damas da nobre canção!



MAS... NOS CÉUS ELA SORRI
E NÃO PÁRA DE CANTAR
CANTA POR MIM E POR TI
POIS NUNCA FOI DE REZAR!!!

Rouxinol de Bernardim

37 Comments:

Blogger A Sonhadora said...

Ó Rouxinol, que bem cantas!!!
A nossa eterna AMÁLIA...sempre presente.
Obrigada pela visita ao meu cantinho dos sonhos, e um beijão da sonhadora

8:24 PM  
Blogger Anaïs said...

Rouxinol, antes de mais agradeço a visita ao "Outro Mundo", espero que voltes :)
E que bela homenagem à verdadeira Diva de nome Amália...

8:31 PM  
Blogger Paula Raposo said...

Gostei destas quadras!! Beijos, bom fim de semana.

10:20 PM  
Blogger Rittinha said...

bonita homenagem a verdadeira Diva do fado, realmente foi 1 grd mulher e 1 grd fadista com uma voz inigualável!!
beijo e bom fim d semana**

10:25 PM  
Blogger Marco Magalhães said...

Um verdadeiro Ícone português, que sempre trouxe Portugal na voz.

Um grande abraço meu amigo.

10:50 PM  
Blogger vareira said...

Linda a homenagem...

11:10 PM  
Blogger Kafé Roceiro said...

Sou fã dessa fantástica cantora. Qualquer posto algo. Tenho uma foto maravilhosa dela. Você pôs um lindo poema. Parabéns.

11:24 PM  
Blogger keridalindinha said...

Clap! Clap! Clap!
Simplesmente maravilhosos.
Amália é eterna.
Beijinhos e bom fim de semana.

11:37 PM  
Blogger sem-comentarios said...

A Amália até inspira rouxinóis !

Muito bom :)**

11:55 PM  
Blogger Andreia do Flautim said...

Amália ficará para sempre. Até nós na Banda Fórum temos uma fadista de 19 anos que acompanhamos a cantar dois fados de Amália:)

12:16 AM  
Blogger Di_Portista4ever said...

Bonita homenagem.
Parabens pelo blog.
Espero que visite o meu e comente.

Saudações Tripeiras *

12:47 AM  
Blogger weg said...

Ouvi ontem o Tudo isto é fado e fiquei com a sensação que só na voz dela fazia sentido, por isso aqui voltei.

:)

1:00 AM  
Blogger Angel said...

A Amália é mais que um ícone, é a representação de um povo...
Para além de uma grande senhora, nunca descurou a nossa herança lusitana, da qual o Fado é talvez, a representação mais fiel...

É nomeadamente por isso que tenho orgulho em ser portuguesa!!

Rouxinol, esta tua homenagem está linda...

1:39 AM  
Blogger Alex said...

Supreendeste-me ...
Gostei desta tua forma de entoares a actualidade (mesmo a critica é saudável quando bem humorada).

Um Abraço

2:38 AM  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

Sim senhor, uma homenagem merecida e bonita.
Beijos

2:44 AM  
Blogger Pé de Salsa said...

És um poeta maravilhoso. Quem me dera saber escrever assim...e em verso!
A imagem escolhida é também uma delícia.

Ainda bem que temos entre nós um Rouxinol de Bernadim...

Um bom fim de semana

2:53 AM  
Blogger elkinha said...

que homenagem linda, lindo rouxinol!!

=T

3:04 AM  
Blogger Janelas da Alma said...

Amigo Rouxinol,

Já aqui não vinha há uns tempos, e decidi ler as tuas divinas poesias, que tens aqui deixado desde a ultima vez que te visitei. O teu trabalho é sublime, digno de todo o respeito, amigo!
É bom saber que ainda existem almas que, através da arte da poesia, contam assim as histórias do mundo, tal como o verdadeiro fado o fazia!...
Um abraço,

Nuno Osvaldo

3:31 AM  
Blogger Sol said...

Obrigada pela visita.
Eu não gosto mesmo nada de poesia, nem sei avaliar, sorry !

3:33 AM  
Blogger pitanga said...

Ouvi muito Amália quando era criança, na casa da minha mãe.
Obrigada pela visita e pelo elogio.
abraços Pitanga

4:21 AM  
Blogger Sunshine said...

uma grande homenagem a uma grande senhora :) que ficará para todo o sempre na nossa memória! Ah fadista!

4:48 AM  
Blogger SA said...

se a Amália fosse viva decerto que gostaria que escrevesses para ela. parabéns de novo :)

7:02 AM  
Blogger lisa said...

É sempre bom relembrar Amália.

Beijo daqui das minhas noites de lua cheia.

7:28 AM  
Blogger Luna said...

Uma diva nunca morre
beijos

8:42 AM  
Blogger Do Ás ao Rei said...

No mundo real, as cartas do baralho têm o mesmo peso. Não importa se são Reis de Espadas ou Dois de paus!!!
Abraço!!!!

9:08 AM  
Blogger José Manuel Dias said...

Reconheço o valor da fadista embora não aprecie o fado.
Cumps

9:20 AM  
Blogger Ananda said...

Estará sempre presente no mundo inteiro. Grande senhora! ;)

9:34 AM  
Blogger Lisa said...

Agradecida pelo carinho da sua visita...fico feliz que tenha gostado do poema...de coração...

Desejo-te um lindo final de semana com ternura pra ti...
Beijosss...

9:59 AM  
Blogger Cris said...

somos feitos de fado e saudade, sempre e onde há fado, há Amália.

12:00 PM  
Blogger VEM SONHAR COMIGO said...

A Terra ficou bem mais pobre , mas o Céu esse...ficou bem mais rico !

JITOS Doceando

12:17 PM  
Blogger mademoiselle rouge said...

sei uma anedota sádica:

O que é que a Amália estaria a fazer neste momento se estivesse viva?


































...















































A arranhar o caixão!

(desculpa, não resisti! eheh! o teu poema está fascinante, como todos!)

12:33 PM  
Blogger Kalinka said...

ROUXINOL

BELA HOMENAGEM A AMÁLIA.

Espero que possas continuar a visitar o meu kalinka, sem te sentires enfastiado.

Domingo passo em Vila do Conde, a caminho da Póvoa do Varzim.
Bom fim de semana.

Beijokas.

12:46 PM  
Blogger Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú said...

Portugal no coração, Amália na alma!!!

2:43 PM  
Blogger angelic fruitcake said...

gostei!!!muito bom!!!obrigada pelo teu comentario no meu blog.vai passando no meu cantinho smp q te apetecer...
beijo

3:17 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Kalinka:

DO Varzim dizem que não
DE Varzim você não erra!!!
Poveiros não gostarão
Que mudem o nome à terra!!!

Se perguntar por mim... aposto que toda a gente lhe dirá onde moro!
Será sempre bem-vinda!

7:05 PM  
Blogger Saramar said...

Rouxinal, esta foi certamente uma lind ahomenagem.
Versos que encantariam a maravilhosa cantora, inigualável.

beijos

11:27 PM  
Blogger APC said...

Bravo!!!...
Bela homenagem, àquela que é a minha preferida de sempre; de quem não canso nem esqueço; que me consegue comover como nenhuma outra.
"Vivo" a Amália desde tenra idade, embora tenha entrado pela minha casa adentro por meu querer, que a família diz-se não apreciadora de fado, e por isso não acedeu ao mais que isso que esta trazia consigo. E assim fui-lhe bebendo as palavras cantadas toda a vida.
Quando adolescente, por várias vezes me detive de tentar conhecê-la pessoalmente - à mulher, não à diva - beber um chá de conversa inteira, pela tarde afora. Foi ideia que só se apagou quando teve mesmo que ser.

Não há muitos dias, durante o meu curto retiro para férias, tive
esta conversa com uma fadista que pensava não mais encontrar, de há 5 anos (quando lhe senti e garra) a esta data.
Estava eu a jantar - e um tipo qualquer a tocar o reportório de sempre mas cada vez pior - quando ela, amiga da casa, entra e, a pedido, lá vai dar o ar de sua graça ao palco. Cantou aquelas mesmo que me flecham (sem dó nem piedade, lol) e a empatia foi imediata. Ademais, eu era a única ali a saber do "Namoro da Rita" (se é para ser segredo, é para ser segredo, né?;-)
Foi depois disto que ficámos à conversa e na risota. É uma linda senhora!:-)

PS - E é claro que te digo quem e onde, se quiseres. Mas com chantagem: não sei se V. Exa. se lembra, mas um dia mandou-me esperar (?) e eu esperei (!)...
:-)

8:50 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home