rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, agosto 20, 2006

COIMBRA, MENINA E MOÇA... DE HILÁRIO ENAMORADA!...


Coimbra, terra das Letras
Do Mondego e do Choupal!...
Coimbra, das capas pretas,
O farol de Portugal!
Coimbra, à sombra da Sé
Velha e tão senhorial...
Coimbra, do Calhabé
É lição intemporal...
As tertúlias são viveiros
Da boémia musical...
Cenáculos hospitaleiros
Baco e Minerva dão sal!...
Hilário aqui professou
O seu culto à Lusa-Atenas...
Cantou e nos encantou
Com uma guitarra... apenas!!!
Coimbra dá-nos lições
De fidalguia sem par
Figuras e figurões
Conjugando o verbo amar!...
Coimbra, sou rouxinol,
De saudades vou morrer...
Mas... deixo um recado ao sol:
Que te vá sempre aquecer!!!
Lhe peço com convicção
Que contigo faça amor!!!
Será eterna paixão
C'o sol-rouxinol cantor!!!
Deus me perdoe o pecado
De te amar com emoção
Igual ao teu... é meu fado:
Que é amar... sem condição!


P'RÓ CÉU JÁ NÃO IREI MAIS
AGORA VOU CONFESSAR
DE COIMBRA... EU GOSTO MAIS
NO CHOUPAL QUERO FICAR!!!

Rouxinol de Bernardim

23 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Adoro Coimbra! Beijos.

8:01 PM  
Blogger Corvo Negro said...

Coimbra - a cidade do conhecimento.

Rimas deslumbrantes e orgulhosamente perpetuadas.

(obrigado pelo agrado partilhado - é reciproco)

abraço

9:36 PM  
Blogger Terra & Sal said...

Meu Caro Rouxinol:

Tenho de cá vir com a sua permissão mais vezes e com calma devorar estes versos maravilhosos.

Percorri a "Casa" e o que vi foi muito bom.
Gostei mesmo.
Parabens pela "eloquência"
Voltarei
Cumprimentos.

10:09 PM  
Blogger vareira said...

Ai Coimbra dos meus amores...não estive lá, mas foi como se lá encontrasse a minha alma...partilhei os anos de estudante do único e maravilhoso irmão que tenho...que viveu bem ao lado do largo do hilário(larguito!)e foi um verdadeiro estudante da cidade do mondego e das palavras soltas articuladas em belas guitarradas.Mais uma vez, Parabéns Rouxinol, não só pela melodia de palavras, mas por me trazeres tão belas recordações.

10:37 PM  
Blogger Deusa Misteriosa said...

Olá Rou
vim te desejar um bom domingo
:))))))))
beijoooooooo

12:32 AM  
Blogger Luna said...

Meu amigo, tu és um alquimista, que trasnsforma a vida real em poemas de sonhos
beijinho

1:05 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Cara Luna:

Não, não sou "Alquimista", não sou "mago", nem vendilhão do templo! Sou apenas HUMANO!

Alguns são Midas transformando tudo o que tocam em ouro... mas eu não consegui, nem quero, esse desiderato...

Sou apenas HUMANO, com os meus erros, as minhas imperfeições e os meus devaneios... pobre de mim alçapremado a "alquimista"!!!

Compreendi a intenção, mas não aceito o elogio!!!

Sou apenas barro, como aquele de Barcelos onde a Rosa Ramalho criava os seus "ídolos". Sou do barro com que Rafael Bordalo Pinheiro moldava o Zé Povinho!!!

1:12 AM  
Blogger Nunovsky said...

Uma vez mais, fabuloso ;)

Abraço

1:28 AM  
Blogger Andreia do Flautim said...

Cada vez que me falam de Coimbra a primeira coisa que me vem à cabeça é mesmo a universidade.

Ainda agora acabei a licenciatura e já estou com saudade de usar a minha capa preta...

1:29 AM  
Blogger A Sonhadora said...

Olá Rouxinol....andas a cantar de mais...até parece que escrevo grandes coisas....eheheh....tadinha da sonhadora...só anda a sonhar, e já é pretensão grande!!!
Beijocas e cá vou seguindo os teus trinados

1:33 AM  
Blogger SA said...

também estudei em Coimbra. na faculdade de letras. és tu na foto? felicidades para o pós- Coimbra

5:13 AM  
Blogger Eli said...

:)

5:22 AM  
Blogger Janelas da Alma said...

Por lá também já passei, boas memórias não me faltam, cantei, chorei, estudei, e não perdia uma serenata.
Deixei lá o meu coração,
entre o Mondego e o Choupal, e entre os amores já esquecidos.
Poucos a cantaram com a paixão do Zeca, mas tu, descreves aqui uma preciosidade, com o mesmo encanto.
Excelente trabalho!
Um abraço,

Nuno Osvaldo

5:52 AM  
Blogger shades of emptyness said...

mto bonito!= )

invejo saudavelmente a vida de estudante de coimbra!!!gostava bastante de ir estudar para essa cidade de conhecimento em todos os sentidos, quer de estudos quer de festa ;)



mto obrigada plo teu comment:) volta smp, es mto bem vindo:)

*************

7:20 AM  
Blogger VEM SONHAR COMIGO said...

Meu doce Rouxinol:

Obrigada por esta grande homenagem a Coimra terra do meu Pai,e Coimbra dos meus amores,onde estudei,onde tanto aprendi...Mil vezes obrigada !Tenho tantas saudades...São capas,são fitas...

Beijo doce
Doceando

8:59 AM  
Blogger Lauxinha said...

coimbra é linda =D

eheh

obrigada pelo comentario e pelo conselho.... eu tenho os pes na terra, nunca voo muito alto, nao me dou mt bem com quedas grandes =D

beijinho

9:22 AM  
Blogger mademoiselle rouge said...

Coimbra...

Terra do sr. Tigre :)

amazing*

11:40 AM  
Blogger Maresi@ said...

Coimbra cidade dos estudantes...belo este poema... bem como foto...Adorei e voltarei breve...deixo convite

Beijo com sabor a______Maresi@

11:48 AM  
Blogger _+*A Elite in Paris*+_ said...

Conheci Coimbra em Dezembro e achei fantastico!!! beijokas mil :)

12:15 PM  
Blogger Mikas said...

Só lá estive uma vez, fartei-me de andar a pé hehe

12:24 PM  
Blogger elkinha said...

um dia irei conhecer essa terra linda!

=T

3:05 PM  
Blogger Pablillous said...

gracias por los saludos


Obrigado!

5:04 PM  
Blogger Tons Pastel said...

Lindo! Lindo!Meu rouxinol. Quanto gosto destes versos/quadras dedicados(as)à nossa inesquecível, boémia, fadista, namoradeira...mas sempre jovem, Coimbra. E tem sempre encanto!
Beijinhos

7:02 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home