rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, setembro 24, 2016

Há sempre um machado que corta!

Há sempre um machado que corta
A raiz à promiscuidade
E Ana Gomes não se importa
De o empunhar com dignidade!


Falemos claro: a presunção de inocência é um princípio que se respeita e se segue. Contudo, os dados já do domínio público são de molde a uma actuação cuidada da parte do PS. Ele invocou a inventona como fazendo parate de uma estratégia para fazer perder eleições (o PS) e/ou evitar que ele concorresse a PR. Com o intuito de capitalizar o descontentamento e puxar para si o partido. contudo, o tiro saiu-lhe pela culatra. O que se vê é que ele aproveitou-se do poder (e do Partido também, como é óbvio) para montar uma estratégia de enriquecimento ilícito usando um testa de ferro (uma "barrigas de aluguer" no pitoresco dizer de um empregado).

Ana Gomes tem razão. Qualquer socialista com um resquício de dignidade não pode pactuar com isto. É um abuso, uma esperteza saloia que compromete o partido e poderá ter consequências danosas se  este não se demarcar atempadamente. A presunção de inocência existe mas também existe a presunção de culpabilidade face ao grave conteúdo das revelações vindas a lume. Dura lex sed lex!

O muito que se sabe__ e não podemos continuar a fingir que nada sabemos__ ´é de molde a colocar José Sócrates no pelourinho.  Tem todos os ingredientes típicos de uma estratégia de um grupo (multinacional e globalizante) visando a obtenção de benefícios à custa de decisores políticos. Depois surge a "gratidão". é essa "gratidão" que está a ser aprofundada. Sócrates devia aguardar em silêncio o processo, sem vir xingar a justiça na praça pública, numa tentativa grosseira de pressão e manipulação da opinião pública. 
O "saco azul" de Felgueiras é um pecado venial comparado com a amplitude desta trama multinacional! Fátima Felgueiras seria uma menina de coro...
Ana Gomes usa óculos mas não é cega. Não sejamos nós todos cegos e vejamos a gravidade desta problemática como deve ser encarada: sem eufemismos, sem  paninhos quentes...
Nota: Além do uso e abuso da comunicação social (se todos os visados em processos tivessem este mediatismo...) ele vai escrever outro livro. Espera-se que não peça ao amigo (barriga de...) que lhos compre outra vez...

jose manuel figueiredo leite de sá