domingo, setembro 18, 2011

«Tenho vergonha de Portugal»



Santana Lopes foi exonerado do cargo de primeiro-ministro por muito menos do que já fez Jardim. O que esperam? Será cobardia do PR?! Ou gratidão calculista?! Santana não precisou de nenhum julgamento...



O que diz o bispo das forças armadas, D. Januário Torgal Ferreira, sobre Portugal é de lamentar. Portugal não tem culpa da gente que tem em determinados cargos. Agora que são desprezíveis certos políticos, certa comunicação social, certa justiça, certo sistema fiscal, certa administração pública, isso são. O que se passa na Madeira já deveria ter sido sancionado. Santana Lopes, por muito menos foi exonerado do cargo. Por que não Jardim?
Será por gratidão política?!
Ele alimenta uma corja de turibulários sanguessugas que cirandam à sua volta . Num país em crise, financiar um jornal falido que é distribuído de forma quase gratuita é leviandade e desprezo por quem paga impostos. A Igreeja Católica é cúmplice, devia ter vergonha pelo seu silêncio.

5 comentários:

elvira carvalho disse...

Eu não tenho vergonha de Portugal. Tenho vergonha dos políticos portugueses.
Um abraço e bom Domingo

rouxinol de Bernardim disse...

Elvira:

Claro, isso é que é mais correto.

carol disse...

Pois! Uns saõ filhos da mãe, outros são filhos da ... outra!
Mas vergonha de Portugal - NUNCA!
Bom domingo.

heretico disse...

abraço, meu caro.

... como eu te compreendo!

Manuel CD Figueiredo disse...

Jorge Sampaio não foi isento de erros, mas teve essa atitude de demitir Santana Lopes, além de ter tido a coragem de demitir o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (por causa duma carta que lhe escrevera).
Não se esperem atitudes semelhantes de Cavaco Silva: ele é - sempre foi - o "chefe" do partido!