rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, setembro 26, 2011

Homenagem à «Contra Informação»



Era um dos mais pedagógicos e isentos programas da RTP. Talvez mais honesto e imparcial que os próprios noticiários. Mas acabou. O professor Acabado Silva era impagável. Sempre atento, sempre pedagógico, sempre professoral.
Assim, para reavivar a memória de alguns, aqui vai um episódio original.

Lembram-se do episódio em que nos Açores, uma fábrica de queijos foi adquirida pelo governo açoreano para evitar o despedimento dos trabalhadores e a perda de receitas e da própria marca? Alguém, com a propósito, criticou esta tomada de posição, alegando que está na hora de o Estado não assumir compromissos...da não-estatização.

Por analogia, e pressupondo que o professor Acabado Silva é coerente, vejamos o que ele alegadamente diria, aquando da nacionalização do BPN.

Portugueses:

Está na hora de o Estado não se imiscuír nos negócios privados. Ao sector público o que é eminentemente de índole pública e ao privado o que é privado. Se um banco faliu, por incompetência, por dolo, ou por motivos que não importa agora escalpelizar, que assumam as responsabilidades os seus accionistas, os seus administradores, nunca o Estado.
Que se apurem responsabuilidades e se castiguem os prevaricadores. Não pode ser o Estado a arcar com as consequências de práticas danosas ou corruptas de alguns elementos. Doa a quem doer faça-se o que se tem
a fazer.

Contudo, não se caia na asneira, no erro crasso, de entregar a sua gestão a quem já deu provas de pouco escrúpulo, lesando o banco em centenas de milhões de euros por não ser capaz de honrar os compromissos assumidos. Há que ter em devida conta o risco moral. Diz a sabedoria popular que «cesteiro que faz um cesto faz um cento», portanto cuidado com esses candidatos, pois podem fazer ruír de vez a instituição bancária que já delapidaram num abrir e fechar de olhos...
Corruptos é na cadeia. Oportunistas, gente sem escrúpulos, sem credibilidade, vigaristas de todos os quadrantes, fora deste país que já tem sanguessugas a mais!

2 Comments:

Blogger carol said...

Pois! Como o Dias Loureiro e o Oliveira e Costa e o Duarte Lima e o Valentim Loureiro e o Isaltino e, e, e, ... estão todos na cadeia, não estão?

9:54 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Carol:

Não tenho lido os jornais...

12:47 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home